Cuiabá, 24 de Julho de 2024
DÓLAR: R$ 5,59
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Política e Eleições Quarta-feira, 21 de Fevereiro de 2024, 11:01 - A | A

21 de Fevereiro de 2024, 11h:01 A- A+

Política e Eleições / COMENTÁRIO GENOCÍDA

Ministro Fávaro defende fala de Lula ao comparar atuação do governo de Israel às ações do nazismo de Adolf Hitler

Para o Ministro Fávaro, o posicionamento do presidente Lula deixa claro que o Brasil condena oficialmente os ataques terroristas em Hamas

ELISA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

O ministro da Agricultura, Carlos Fávaro (PSD), saiu em defesa do presidente Lula (PT), em relação as falas dele que compara a defesa de Israel contra o Hamas ao Nazismo de Hitler.  

Segundo Fávaro, o Brasil sempre deixou claro que condena os ataques do Hamas a Israel, mas ao mesmo tempo, o presidente externou o sentimento de estarrecimento pelas mortes da Faixa de Gaza. “A trajetória do presidente Lula, na defesa humanitária, deixa claro o sentimento de estarrecimento e inconformidade com a morte de 29.092 pessoas na Faixa de Gaza, a maioria mulheres e crianças, além de outras tantas desaparecidas”, disse o ministro.

Ao mesmo tempo em que condena os ataques terrorista, Fávaro segue a linha do presidente e também rechaçou a resposta de Israel aos atentados. “São quase 2 milhões de palestinos encurralados, privados do acesso à água, comida, medicamentos. A soberania de uma Nação deve ser sempre respeitada. Ataques terroristas não podem ser admitidos. Mas não são seres humanos, não são os cidadãos civis, crianças e mulheres em busca de sobrevivência e dignidade, que merecem ser condenados ao sofrimento extremo”.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL

Em uma recente entrevista na Etiópia, Lula fez uma comparação entre as ações de Israel na Faixa de Gaza durante a guerra contra o grupo terrorista islâmico Hamas e o Holocausto promovido pela Alemanha nazista. “O que está acontecendo na Faixa de Gaza e com o povo palestino não existe em nenhum outro momento histórico. Aliás, existiu: quando o Hitler resolveu matar os judeus”, disse Lula na ocasião.  

A repercussão pegou negativamente no cenário mundial e provocou reação da Câmara de Deputados, que reúne assinaturas para abertura de um processo de Impeachment. Parlamentares da direita mato-grossense como Abílio Brunini, Coronel Fernanda, Amália Barros, todos do União Brasil – assim como coronel Assis (União Brasil), manifestaram em suas redes sociais terem assinado abertura do procedimento.

Fávaro começou a defesa do presidente afirmando que "a retomada da diplomacia do Brasil, com a volta do presidente Lula, nunca deixou dúvidas do posicionamento contrário do nosso país ao terrorismo". "Desde outubro do ano passado, o Brasil condena oficialmente os ataques terroristas do Hamas. Mas também, a trajetória do presidente Lula, na defesa humanitária, deixa claro o sentimento de estarrecimento e inconformidade com a morte de 29.092 pessoas na Faixa de Gaza, a maioria mulheres e crianças, além de outras tantas desaparecidas", argumentou.

De acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), Israel é o 28º país para qual o Estado de Mato Grosso mais exporta, somando mais de US$ 182,4 milhões em dólares em produtos exportados.

Os três países para qual Mato Grosso mais exporta são China, Tailândia e Vietnã. Juntas, os produtos mato-grossenses exportados somam mais de US$ 14,3 trilhões de dólares.

Comente esta notícia

Esse est et proident pariatur exercitation