Cuiabá, 20 de Julho de 2024
DÓLAR: R$ 5,60
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Política e Eleições Quinta-feira, 29 de Fevereiro de 2024, 11:00 - A | A

29 de Fevereiro de 2024, 11h:00 A- A+

Política e Eleições / RUMO À REELEIÇÃO

Com oposição nula, Kalil lidera todos os cenários e família Campos segue dando as cartas em VG

Os números mostram que o segundo maior colégio eleitoral de Mato Grosso está desprovido de oposição ao prefeito

DA REDAÇÃO

Várzea Grande continua tendo dono, como se fosse uma grande propriedade particular. É o que aponta a pesquisa Percent, divulgada nesta quarta-feira (28). Os números mostram que o segundo maior colégio eleitoral de Mato Grosso está desprovido de oposição ao prefeito, Kalil Baracat (MDB).

O atual comandante do Paço Couto Magalhães corre praticamente sozinho para a reeleição este ano, estando a frente em todos os cenários apontados na apuração em campo. Os únicos pretensos concorrentes com algum traço de consistência são aliados do mesmo grupo político, comandados pela família Campos há meio século – do senador Jayme Campos (União Brasil), do deputado estadual Júlio Campos (União Brasil) e também da esposa de Jayme, ex-prefeita Lucimar Campos.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL

A pesquisa ouviu 600 pessoas nos bairros e zona rural de Várzea Grande, entre os dias 19 e 21 de fevereiro. O intervalo de confiança é de 95%, com margem de erro de 3,99% para mais ou para menos. A sondagem está registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o número 02290/2024 MT.

Reprodução

Fabinhoposse.jpg

Eleitor de Várzea Grande não enxerga deputado estadual, Fábio Tardin, o Fabinho (PSB), como oposição; pelo contrário, o parlamentar é visto na cidade como aliado do atual prefeito, Kalil Baracat (MDB)

ESPONTÂNEA

No primeiro cenário, foi perguntado em quem os eleitores votariam se a eleição fosse hoje – sem apresentar nomes.

Kalil Baracat lidera com 16%, seguido do deputado estadual Fabio Tardin, o Fabinho, com 8,5%; Lucimar Campos com 2,2%; Tião da Zaeli tem 0,7%; o próprio senador Jayme Campos surge com 0,7%; seguido por Flávio Vargas com 0,8%, Bruno Rios com 0,5%, Flávia Moretti, Freide Empallador e Padre Paulo com os mesmos 0,2%.

Neste cenário, em que os nomes são apresentados ao entrevistado, Kalil lidera com ampla vantagem, 29,7% das intenções de voto, seguido pela sua antecessora no comando da prefeitura, Lucimar Campos, com 19,2%. Veja os demais nomes:

Ofatonews

RONYE PERCENT

Ronye Steffan, proprietário da Percent: “Fizemos uma pesquisa ampla e geral em Várzea Grande. No decorrer desta semana vamos mostrar a influência da família Campos, os problemas crônicos da cidade e a falta de um líder da oposição no município”

“Percebam que tanto a ex-prefeita (Lucimar), como o atual, Kalil Baracat, navegam na mesma faixa, cerca de 30% da massa eleitoral várzea-grandense. A grande maioria dos eleitores se dissipam entre os poucos nomes da oposição, praticamente inexistente, e indecisos, mais de 60%. Ou seja: O Kalil lidera a disputa e pode ser reeleito por única e exclusivamente falta de nomes competitivos. Ele deve vencer o pleito por ‘gravidade’, por ‘osmose’, sem méritos próprios”, pontuou Ronye Steffan, proprietário da Percent.

Na estimulada 2, o Instituto Percent retirou o nome de Kalil. Nesse cenário é possível perceber que mesmo sem a presença do atual gestor, o grupo liderado pela família Campos se mantém a frente das intenções de voto.

Lucimar apresenta 32,5% de preferência; seguida de Fabinho com 16%. O ex-prefeito, Tião da Zaeli, oposição declarada ao atual gestor, surge só em 3º lugar com apenas 6,7% de apoio popular. Flávio Vargas (5,7%) e Bruno Rios (1,8%) fecham a lista.

“O único nome que poderia salvar a oposição, deputado estadual, Fábio Tardin, não decola como candidato majoritário porque o eleitor é inteligente e sabe que ele também vem do berço da família Campos. As pessoas disseram durante as entrevistas que o Tardin emergiu do grupo político ligado ao ex-vereador, Chico Curvo, primo do senador, Jayme Campos. A maioria dos entrevistados sabe que o Fabinho faz parte da atual gestão, inclusive indicando muitos cargos de confiança na municipalidade. Ele não cola como oposição em VG”, pontuou Steffan.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL

Nesse cenário, sem a ex-prefeita da cidade, Lucimar Campos, o atual chefe do Executivo volta a liderar a corrida pela sua reeleição, com 38,8% dos votos. Veja o gráfico completo abaixo:

Em uma disputa contra Fabinho, Kalil bate o deputado do PSB com folga. Neste cenário, Baracat registrou 42,5% contra 18,7% de Tardin.

Se houvesse um “repeteco” de 2020, quando o atual prefeito enfrentou o empresário, Flávio Vargas, Kalil teria 44,% contra 12,2% de Frical.

Num enfrentamento direto ao ex-prefeito, Tião da Zaeli, o cenário é praticamente idêntico ao acima citado. Kalil abocanhou 44,5% contra 12,2% de Tião.

Caso a ex-prefeita resolvesse peitar Baracat, ela seria derrotada. Pelos números da Percent, Kalil chega a 34,5% das intenções contra 26,8% de Lucimar. “Percebemos pela primeira vez que a ex-prefeita desidratou na nossa pesquisa. Nas sondagens anteriores, o patamar era bem diferente. Descobrimos que a mudança para Cuiabá, não foi bem digerida pela população local”, explicou Ronye.

Por fim, em uma disputa mano a mano entre Kalil e o empresário da comunicação, Freide Empallador, a vantagem também é bastante elástica: 46,2% contra 4,7%.

Rejeição

Entre os nomes apresentados ao eleitorado, Kalil é o mais rejeitado com 14,2%. Tião teve a recusa de 7,8%, seguido por Lucimar com 6,8%. Veja abaixo os demais nomes:

 

Comente esta notícia

Paulo 28/02/2024

Kalil é o preferido do povo hoje. Chega de Campos

positivo
0
negativo
0

1 comentários

1 de 1

Esse est et proident pariatur exercitation