Cuiabá, 12 de Julho de 2024
DÓLAR: R$ 5,43
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Política e Eleições Quinta-feira, 15 de Fevereiro de 2024, 08:30 - A | A

15 de Fevereiro de 2024, 08h:30 A- A+

Política e Eleições / IMPEDIR VITÓRIA DE LULA

STF torna público vídeo da reunião que mostra Bolsonaro atacando ministros e planejando golpe de Estado antes das eleições

Ministro Alexandre de Moraes retirou sigilo diante de publicações de trechos parciais ou editados

ELISA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal ( STF) tornou pública a íntegra do vídeo apreendido pela Polícia Federal no computador do tenente-coronel Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro (PL).

Em despacho, o magistrado diz que tomou a decisão diante das inúmeras publicações jornalísticas com a divulgação e editada de trechos do vídeo da reunião, que aconteceu no dia 5 de julho de 2022.

“Proceda a Secretaria Judiciária o encaminhamento de cópia do vídeo da referida reunião à Secretaria de Comunicação desta Corte, a fim de que a íntegra da gravação seja disponibilizada no site deste Tribunal”, diz trecho do despacho.

O vídeo faz parte das investigações sobre a tentativa de golpe de Estado e de abolição violenta do Estado Democrático de Direito (PET 12.100).

O arquivo mostra uma reunião em que o ex-presidente convoca seus ministros a fazerem “alguma coisa” antes das eleições presidenciais de 2022 para impedir a vitória do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL

No vídeo, Bolsonaro ataca ministros do STF e insinua que as eleições brasileiras seriam fraudadas. “Os caras estão preparando tudo pro Lula ganhar no primeiro turno, a fraude. Não adianta eu ter 80% dos votos. Eles vão ganhar as eleições”, diz o ex-mandatário.

O inquérito policial mostra que o ex-presidente teve acesso à “minuta do golpe” e pediu modificações no texto, mantendo a previsão de prisão do ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre Moraes. O inquérito foi usado como fundamentação por Alexandre na decisão em que ordenou o cumprimento de medidas cautelares contra Bolsonaro em investigação.

Confira aqui o despacho que torna público o vídeo.

Acesse aqui o vídeo da reunião.

Assista abaixo pelo Youtube.

Comente esta notícia

Esse est et proident pariatur exercitation