Cuiabá, 13 de Junho de 2024
DÓLAR: R$ 5,41
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Política e Eleições Sexta-feira, 31 de Maio de 2024, 14:20 - A | A

31 de Maio de 2024, 14h:20 A- A+

Política e Eleições / AQUISIÇÕES DE MORADIAS

Presidente reforça a prefeito de Cruzeiro do Sul compromisso com reconstrução de residências

Ministros visitam cidade devastada pelas cheias ao lado do prefeito do município. Por telefone, Lula reforça o empenho federal em garantir a reconstrução da cidade

PAULA VALÉRIA
DA REDAÇÃO

Com a redução do nível das águas, foi possível perceber que pelo menos 1,2 mil residências em Cruzeiro do Sul (RS) foram completamente destruídas pelas enchentes no estado. Numa cidade de 11,6 mil habitantes segundo o último censo do IBGE, cerca de seis mil estão fora de casa.

"A gente vai garantir que as pessoas tenham as suas casas. E, se for preciso comprar um terreno, a gente vai comprar", declarou o presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, em conversa por telefone com o prefeito de Cruzeiro do Sul, João Henrique Dullius.

Os ministros Paulo Pimenta (Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul) e Waldez Góes (Integração e Desenvolvimento Regional) fizeram uma visita ao bairro Passo de Estrela, um dos mais afetados na região, ao lado do prefeito da cidade, João Henrique Dullius.

Durante a visita, o ministro conversou com moradores e mostrou ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, por vídeo, o cenário. "Não sobrou uma parede, um móvel, nada. A impressão que a gente tem é de um furacão. Não sobrou parede de nenhuma casa", descreveu Pimenta.

Na sequência, o ministro colocou o prefeito em linha com o presidente. Lula reforçou o compromisso do Governo Federal em reconstruir as residências dos que perderam tudo com a calamidade climática. "O Pimenta sabe que a gente vai garantir que as pessoas tenham as suas casas. E, se for preciso comprar um terreno, a gente vai comprar", disse o presidente. "Conto com a força do senhor. Deus vai te retribuir com saúde e perseverança", respondeu o prefeito.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL

Agilidade

Na última quarta-feira (29), o ministro da Casa Civil, Rui Costa, esteve no Rio Grande do Sul para detalhar, em reuniões com prefeitos e com o governador do estado, Eduaro Leite, os procedimentos do Governo Federal para agilizar o restabelecimento das habitações.

As ações incluem reconstrução e aquisição de moradias, abertura de novas seleções do Minha Casa, Minha Vida e leilão de quase duas mil unidades habitacionais pela Caixa Econômica Federal e pelo Banco do Brasil, em diálogo constante entre União, bancos, imobiliárias e construtoras.

"Nós falamos com os prefeitos que as pessoas que identificarem as casas já poderão indicar nos próximos dias para que a Caixa faça avaliação e aquisição, para que essa família possa se mudar imediatamente", afirmou.

"O site da Caixa está cadastrando desde segunda-feira para que todas as empresas já façam registro de imóveis, seja os que estão prontos ou os que estarão prontos nos próximos 60 dias. O governo comprará os imóveis no perfil que as empresas ofertarem nessas cidades, dentro do limite solicitado de casas perdidas", completou Rui Costa.

O chefe da Casa Civil destacou ainda que o Governo Federal abrirá para a sociedade civil colocar o apartamento à venda no site da Caixa. "Teremos um teto de valor, mas o cidadão comum que resolveu vender, ou alguém que está vendendo a casa, o apartamento, vai entrar no site e ofertar. E a Caixa vai comprar esse apartamento, essa casa. É evidente que todos serão submetidos à avaliação", pontuou.

Comente esta notícia

NOTÍCIAS DO BRASIL E DO MUNDO