Cuiabá, 20 de Julho de 2024
DÓLAR: R$ 5,60
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Política e Eleições Quinta-feira, 07 de Março de 2024, 08:11 - A | A

07 de Março de 2024, 08h:11 A- A+

Política e Eleições / MS EM BRUXELAS

Governo de MS apresenta Lei do Pantanal para executivos, ONGs e autoridades da União Europeia

Nesta quarta-feira (6), o secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação, Jaime Verruck, e o secretário-executivo de Meio Ambiente da Semadesc, Artur Falcette, apresentaram em Bruxelas, na Bélgica, os avanços na gestão ambie

PAULA VALÉRIA
DA REDAÇÃO

Nesta quarta-feira (6), o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, por intermédio do secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Semadesc), Jaime Verruck, e o secretário-executivo de Meio Ambiente da Semadesc, Artur Falcette, apresentaram em Bruxelas, na Bélgica, os avanços na gestão ambiental do bioma Pantanal. Durante a apresentação, foram destacadas as ações implementadas pelo governo estadual para a preservação e conservação do Pantanal, como a criação do Plano Estadual de Combate aos Incêndios Florestais, a implantação de brigadas de combate ao fogo, a realização de ações de fiscalização e monitoramento, e a promoção de parcerias com entidades públicas e privadas.

A apresentação em Bruxelas teve como objetivo divulgar internacionalmente as boas práticas e os avanços conquistados pelo estado na gestão ambiental do Pantanal, contribuindo para fortalecer a imagem de Mato Grosso do Sul como referência em políticas de sustentabilidade e conservação da biodiversidade. A convite do embaixador Pedro Miguel da Costa e Silva, chefe da missão brasileira na União Europeia, também foi apresentada a nova Lei Estadual 6160 de 18 de dezembro de 2023, conhecida como Lei do Pantanal. 

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL

“Fizemos uma apresentação sobre a nova lei do Pantanal. Apresentamos um vídeo institucional sobre o bioma Pantanal e os avanços da nova lei, com foco no fundo clima Pantanal. A ideia foi no sentido de estabelecer parcerias para captação de recursos para ações dentro do bioma”, comentou Artur Falcette.

"Destacamos que a nova norma atualizou o enfoque ambiental sobre o Pantanal e que o foco do Governo do Estado é na implementação, monitoramento e fiscalização”, afirmou o secretário Jaime Verruck.

De acordo com o secretário-executivo de Meio Ambiente, “houve um interesse muito grande deles. Ficamos mais de uma hora respondendo perguntas e conversando. Ao final, inclusive, a Comissão Europeia, uma das organizações presentes, nos solicitou a realização de uma reunião adicional, na qual discutimos parceria para captação de recurso para o fundo clima Pantanal”.

A reunião subsequente, sobre o Fundo Clima Pantanal, foi realizada com os coordenadores de Operações da Comissão Europeia com a América do Sul, Paolo Toselli e Francisco Garcia e contou com a participação da conselheira política do Banco Europeu de Investimento, Pia Nieminen; da diretora de Políticas de consumo e produção sustentáveis, Nicole Polsterer da organização Fern (Making Europe work for people and forests); além de representantes da Climate Action Network (rede global de organizações não governamentais ambientais que trabalham para mitigar as mudanças climáticas com ações sustentáveis),  da Wetlands International e da Global Witness.

Comente esta notícia

Esse est et proident pariatur exercitation