Cuiabá, 14 de Julho de 2024
DÓLAR: R$ 5,43
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Política e Eleições Terça-feira, 09 de Julho de 2024, 16:40 - A | A

09 de Julho de 2024, 16h:40 A- A+

Política e Eleições / DA REDE MUNICIPAL EM CUIABÁ

Educadores realizam manifestação na Câmara de Vereadores de Cuiabá, mas PL da Gestão Democrática não entrou na pauta

A categoria cobra dos parlamentares a aprovação imediata do projeto de lei de Gestão Democrática nas unidades educacionais, em tramitação

PAULA VALÉRIA
DA REDAÇÃO

Na manhã desta terça-feira (9), trabalhadores da educação da rede municipal foram para frente da Câmara de Vereadores de Cuiabá, na manifestação convocada pela subsede do Sintep/Cuiabá. A categoria está solicitando que os parlamentares aprovem imediatamente o projeto de lei de Gestão Democrática nas unidades educacionais, em tramitação, visando a retomada das eleições de diretores com participação da comunidade escolar ainda este ano, com os mandatos começando em 2025. Essa ação busca garantir uma maior participação e representatividade da comunidade nas decisões educacionais locais.

O impasse na aprovação do Projeto de Lei de Gestão Democrática nas unidades educacionais de Cuiabá ocorre devido à suspensão da votação, solicitada pelo líder do governo na Câmara. Isso ocorre enquanto aguardam o envio de uma emenda pelo Prefeito. A nova emenda proposta visa alterar o artigo 116 do projeto de lei 259/2023, que trata da eleição, nomeação e posse das equipes gestoras. A proposta é realizar a eleição ainda este ano, com a nomeação e posse das equipes gestoras pela nova administração municipal eleita nas eleições de outubro, na primeira quinzena de janeiro do próximo ano.

“A escolha dos diretores bem como o seletivo para coordenação e secretário escolar são pontos cruciais para a retomada da autonomia da unidade educacional”, afirma o presidente da subsede do Sintep/Cuiabá, Jesuel Ferreira.  Sendo assim, a emenda inserida contempla as reivindicações da categoria, mas a administração ainda não enviou o documento inviabilizando a votação nesta terça-feira. Mas apesar da presença de inúmeras pessoas na sessão o prefeito não enviou o documento para ser aprovado.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo linkFTN BRASIL

Segundo os dirigentes da subsede, a secretária municipal de educação e prefeitura se comprometeram no envio da emenda para a Câmara, na próxima sessão, terça-feira (16). Os trabalhadores da educação estão doentes devido ao autoritarismo, muitas vezes velado, que impede o diálogo coletivo. Temos o diagnóstico da situação e a receita para o problema”, afirma a direção da subsede, em nota divulgada pela entidade

O presidente do Sintep-MT, Valdeir Pereira, reforçou a participação no ato em frente à Câmara de Vereadores, destacando a importância da pressão exercida pelos trabalhadores da educação. Ele enfatizou que a defesa democrática da pauta da Gestão Democrática nas escolas é uma demanda soberana da categoria, que merece ser respeitada pelos gestores e parlamentares eleitos pela comunidade. Essa manifestação reflete o compromisso dos educadores e da comunidade escolar em garantir uma maior participação nas decisões educacionais locais.

“A pressão exercida maciçamente pelos trabalhadores da educação retrata a defesa democrática de uma pauta soberana da categoria, e que deveria ser respeitada pelos gestores e parlamentares, eleitos pelo povo”, ressaltou o dirigente.

Comente esta notícia

Esse est et proident pariatur exercitation