Cuiabá, 18 de Junho de 2024
DÓLAR: R$ 5,43
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Polícia Sexta-feira, 17 de Maio de 2024, 14:23 - A | A

17 de Maio de 2024, 14h:23 A- A+

Polícia / COMBATE À CRIMINALIDADE

Polícia Militar detém oito integrantes de facção criminosa que iriam sequestrar jovem

A quadrilha foi encaminhada à delegacia para registro do boletim de ocorrência e demais providências que o caso requer

ELISA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

Policiais militares do 6º Batalhão impediram, na madrugada desta sexta-feira (17), uma tentativa de sequestro e homicídio contra uma jovem, de 18 anos, no bairro Residencial Vila Real, no município de Cáceres. Na ação, cinco adolescentes, entre 14 e 17 anos, foram apreendidos e três pessoas, de 18 a 20 anos, foram presas por suspeita de formação de quadrilha e desobediência.

De acordo com boletim de ocorrência, por volta das 1h22, as equipes receberam informações de que um grupo, integrantes de uma facção criminosa, estaria se deslocando até uma residência na Rua França para sequestrar e executar uma jovem. 

Após a denúncia, os policiais militares intensificaram o policiamento na região com objetivo de identificar e deter os suspeitos. A quadrilha foi flagrada nas proximidades da casa da vítima e os integrantes da organização criminosa correram em direção opostas para despistar os policiais. 

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL 

Alguns dos suspeitos foram detidos imediatamente, já outros foram abordados em ruas próximas da casa de onde ocorreria o fato. Questionados quanto à denúncia, os suspeitos confessaram que planejavam sequestrar a vítima, levar para um local abandonado e executá-la em seguida. 

A quadrilha informou que recebeu ordens de outros faccionados, pois a jovem estaria se envolvendo com integrantes de uma organização rival no município. Uma das suspeitas era responsável por atrair a vítima, enquanto os outros ficariam dando apoio pelas ruas do bairro. 

Um dos homens apresentava escoriações pelo corpo, pois tentou fugir pulando muro de diversas residências. O grupo foi encaminhado à delegacia para registro do boletim de ocorrência e demais providências que o caso requer. 

Disque-denúncia   

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do 190, ou disque-denúncia 0800.065.3939.

Comente esta notícia

NOTÍCIAS DO BRASIL E DO MUNDO