Cuiabá, 12 de Julho de 2024
DÓLAR: R$ 5,43
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Internacional Quarta-feira, 01 de Maio de 2024, 11:16 - A | A

01 de Maio de 2024, 11h:16 A- A+

Internacional /

Após pressão dos EUA, Israel anuncia reabertura de passagem para ajuda a Gaza

Anúncio do governo acontece no mesmo dia em que chefe da diplomacia americana, Antony Blinken, se reuniu com primeiro-ministro Benjamin Netanyahu

CHRISTOPHE VAN DER PERRE
DA REUTERS

Israel reabriu a travessia de Erez para Gaza e caminhões de ajuda passaram para o território palestino através do posto de controle nesta quarta-feira (1º), seguindo as exigências dos EUA para fazer mais para enfrentar a crescente crise humanitária no enclave.

A passagem de Erez foi destruída durante os ataques do Hamas de 7 de outubro e depois permaneceu fechada. Antes da guerra, era um ponto de controle chave entre a Faixa de Gaza e Israel, usado principalmente para o tráfego de pedestres, em vez do transporte de mercadorias ou ajuda.

Israel anunciou que reabriria a travessia no mês passado, poucos dias depois que ataques aéreos israelenses mataram sete trabalhadores humanitários entregando ajuda alimentar em Gaza.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo linkFTN BRASIL 

As autoridades esperam que a abertura da passagem de Erez permita que 500 caminhões entrem em Gaza todos os dias por todas as passagens de fronteira operacionais, disse o coronel Moshe Tetro, chefe da Coordenação e Administração de Ligação de Gaza (CLA).

risco de fome em toda a Faixa de Gaza devastada pela guerra é “muito alto”, disse o enviado especial dos EUA para questões humanitárias no mês passado, pedindo que mais seja feito para obter ajuda para a parte norte do pequeno território densamente povoado.

O vice-chefe do Programa Alimentar Mundial (PAM) disse em 25 de abril que mais ajuda deve ser entregue para evitar a fome no norte de Gaza, apesar do que ele descreveu como um aumento nas entregas e algum progresso no acesso a essa parte de Gaza.

As Nações Unidas há muito reclamam dos obstáculos à obtenção e distribuição de ajuda em Gaza desde que Israel iniciou uma ofensiva aérea e terrestre contra o grupo militante islâmico Hamas, em outubro.

Israel disse que não coloca limites à quantidade de ajuda humanitária que entra em Gaza, mas os problemas com a distribuição dentro de Gaza dificultaram os esforços de ajuda que chegam à população.

O governo israelense reabriu o ponto de passagem adicional no mesmo dia em que o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, se reuniu com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu. Ele pediu mais entregas de ajuda ao território.

 

Comente esta notícia

Esse est et proident pariatur exercitation