Cuiabá, 17 de Julho de 2024
DÓLAR: R$ 5,48
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Política e Eleições Segunda-feira, 26 de Fevereiro de 2024, 11:35 - A | A

26 de Fevereiro de 2024, 11h:35 A- A+

Política e Eleições / HOUVE NOVE MORTES

Ministério da Saúde envia kits emergencial para atender vítimas das fortes chuvas ocasionadas no Rio de Janeiro

Ao todo, são 4 kits com capacidade para assistir 6 mil pessoas durante um mês. Iniciativa faz parte de uma ação rápida para socorrer à situação de emergência no Estado

ELISA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

O Ministério da Saúde enviou 4 kits de medicamentos e insumos estratégicos para atender as vítimas das chuvas intensas no estado do Rio de Janeiro. Cada kit tem capacidade para assistir 1,5 mil pessoas durante um mês. A iniciativa faz parte de uma ação rápida para socorrer os desabrigados com a situação de emergência em saúde pública causada pelas fortes chuvas que atingiram o Estado. A medida tem o propósito de fornecer suporte necessário diante dos impactos dos desastres naturais na região.

As chuvas atingiram fortemente o Rio de Janeiro, na última quarta -feira (21) deixando nove pessoas mortas. As regiões mais afetadas foram a capital, a Baixada Fluminense e o Sul do estado. Ainda nquinta-feira (22) o diretor do Departamento de Emergências em Saúde, Marcio Garcia, foi ao local visitar as áreas mais prejudicadas pelo temporal e estudar a melhor forma de colaborar no socorro dos desabrigados.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL

Os kits encaminhados pesam aproximadamente 250 quilos e podem ser compostos por 48 itens — 32 medicamentos e 16 insumos —, como anti-inflamatórios, analgésicos, antibióticos, além de luvas e seringas. Estes produtos desempenham papel fundamental no atendimento à população e na mitigação dos efeitos negativos das condições climáticas. Com isso, a pasta busca garantir a proteção da saúde e o bem-estar dos afetados por essas adversidades climáticas.

A iniciativa é parte de uma resposta imediata e qualificada diante de situações de emergência em saúde pública, reforçando o compromisso do Ministério da Saúde em garantir o apoio necessário para enfrentar os desafios decorrentes de desastres naturais e proteger a vida dos cidadãos brasileiros.

Monitoramento emergencial

A pasta da Saúde monitora a situação do Rio de Janeiro, atingido por fortes chuvas, mobilizando a estrutura do Programa de Vigilância de Riscos Associados aos Desastres (Vigidesastres) para envio de kits de medicamentos e manutenção dos equipamentos e sistemas de saúde locais em eventual impacto por chuvas.

O órgão realiza o monitoramento permanente de ocorrências de desastres no território nacional, a partir do contato com estados e municípios, bem como compartilhamento de alerta de risco de órgãos como Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) e Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), além de oferecer apoio para construção de planos de contingência.

As unidades federativas podem acionar o Ministério da Saúde para recebimento de kits e apoio técnico, de acordo com a necessidade de cada região. O apoio é realizado mediante declaração de emergência ou de calamidade pública pelo estado, município e/ou por decreto reconhecido pela Defesa Civil Nacional.

Mais informações

Para orientar os gestores municipais e estaduais sobre a prevenção e ações pós-desastre, o Plano de Contingência para Emergência em Saúde Pública por Inundação traz diretrizes específicas. O Ministério da Saúde também disponibiliza cartilhas e guias com orientações voltadas à população por meio do Saúde de A .

Comente esta notícia

Esse est et proident pariatur exercitation