Cuiabá, 12 de Julho de 2024
DÓLAR: R$ 5,43
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Política e Eleições Segunda-feira, 04 de Março de 2024, 11:52 - A | A

04 de Março de 2024, 11h:52 A- A+

Política e Eleições / EDUCAÇÃO INFANTIL

Gaepe-GO revela que 52% dos municípios goianos possuem crianças em fila de espera por creche

Elaborado a partir de dados fornecidos pelos gestores, diagnóstico visa subsidiar ações para ampliação do acesso à educação infantil

PAULA VALÉRIA
DA REDAÇÃO

O levantamento realizado pelo Gabinete de Articulação para a Efetividade da Política da Educação de Goiás (Gaepe-GO), em colaboração com o Instituto Articule revela uma situação preocupante em relação à educação infantil em Goiás. 

Cerca de 52% dos municípios goianos possuem crianças em fila de espera por uma vaga em creche e 9% aguardam pela matrícula na pré-escola. Ao todo, são 43.829 bebês de 0 a 3 anos e 7.708 crianças de 4 e 5 anos fora da escola.

Os dados foram fornecidos pelos próprios municípios por meio de um questionário e organizados pela equipe do Instituto Articule, com apoio do presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação no estado (Undime-GO), professor Miguel Rodrigues Ribeiro.

Miguel destacou que 100% dos municípios goianos responderam às questões. "Vários dados foram apresentados e mapeados no questionário, entre eles que 87% das creches no estado são municipais, 10% são particulares e 3% filantrópicas".

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL

Segundo o presidente executiva do Instituto Articule, Alessandra Gotti, o número de municípios com fila de espera é alto e precisa ser equacionado. “A pré-escola é obrigatória desde 2016 e é urgente incluir essas crianças. O Gaepe-GO está dialogando para apoiar os municípios nessa questão”, afirma.

Os dados demonstraram, ainda, que em 11% dos municípios o atendimento em creches não é realizado por professores. Questionados sobre os critérios para ordenar a priorização da distribuição das vagas nas creches, 56% dos municípios disseram não possuir essa estratégia.

Já sobre a existência de ferramentas para registrar e dar transparência à fila de espera, conforme previsto na Lei federal 14.685/23, 33% declararam não ter qualquer controle e 5%, não sabem se ele existe. Daqueles que realizam esse procedimento, 51% utilizam planilhas manuais e 11%, sistemas digitais. Além disso, 61% das gestões não elaboraram planos de expansão de vagas em creches para 2024.

O levantamento do Gaepe-GO apurou que há uma expectativa de aumento de 15.002 vagas em creches com a entrega de novas obras. Segundo reportado pelos municípios, há 131 obras previstas para construção de creches no estado.

Entre as várias conclusões sobre vagas em creche no estado de Goiás estão o número de crianças de 0 a 3 anos matriculadas em creche: 95.597. O número de vagas em creches a serem criadas com as obras previstas até 2026 é de 15.002.

Comente esta notícia

Esse est et proident pariatur exercitation