Cuiabá, 18 de Junho de 2024
DÓLAR: R$ 5,43
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Política e Eleições Segunda-feira, 27 de Maio de 2024, 08:37 - A | A

27 de Maio de 2024, 08h:37 A- A+

Política e Eleições / INAUGURAÇÃO EM GUARULHOS

"Em um ano, fizemos mais que o outro governo fez em quatro", afirmou Lula ao criticar a gestão de Bolsonaro

presidente destacou o trabalho de recuperação de estradas. Ministro Renan Filho frisa mau estado das rodovias herdadas do governo

ELISA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou na manhã deste último sábado (25) da inauguração antecipada de trevo rodoviário que conecta a cidade de Guarulhos à rodovia Presidente Dutra, em trecho da BR-116 que cruza a região metropolitana de São Paulo.

“Em apenas um ano, investimos mais em rodovias do que o outro governo fez em quatro anos”, afirmou o presidente, em discurso que finalizou a cerimônia. A conclusão da obra estava prevista para fevereiro do próximo ano, mas foi adiantada em nove meses. “Este trevo é demonstração de competência”, disse.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL 

Segundo o Governo Federal, a liberação do novo Trevo Jacu-Pêssego, no km 213, e da pista marginal no sentido São Paulo, entre o km 209,5 e o km 211,8 do Trevo de Bonsucesso, em Guarulhos (SP), vai proporcionar maior segurança viária e um avanço estratégico para a economia do país. Cerca de metade de todo o PIB nacional passa pela rodovia, e as duas obras ficam a menos de cinco quilômetros do Aeroporto Internacional de Guarulhos.

O Ministério dos Transportes informa que outras melhorias no trecho ainda serão concluídas. Estão previstas no contrato, mantido com a concessionária CCR, a ampliação da pista expressa, a construção de novos viadutos e de novo acesso à capital do estado. Esse pacote de obras está estimado em R$ 1,4 bilhão de investimento, além da abertura de 4 mil novos postos de trabalho diretos e indiretos na região metropolitana de São Paulo.

As obras realizadas fazem parte dos aportes obrigatórios previstos no contrato de concessão firmado entre o Governo Federal e a concessionária CCR, responsável pela administração da Dutra e da Rio-Santos (BR-101/RJ/SP). Estão previstos investimentos totais da ordem de R$ 14,8 bilhões, a ser aplicados ao longo do contrato em serviços operacionais e intervenções que elevem a segurança e a capacidade operacional no eixo Rio-São Paulo.

O vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, destacou a importância da região para o processo produtivo. “Esta é a melhor esquina do Brasil”, disse, em alusão à confluência das rodovias Dutra, Ayrton Senna e o Aeroporto Internacional de Guarulhos, por onde escoa boa parte da produção de bens e serviços. Alckmin, ao chamar Lula de “presidente do desenvolvimento”, destacou o trabalho de reconstrução: “Estamos recuperando a malha rodoviária do Brasil”.

O ministro dos Transportes, Renan Filho, já havia apresentado um rol de melhorias que o atual Governo desenvolve nas estradas país afora. Recorrendo ao próprio traçado de mais de 4 mil quilômetros da BR-116, que nasce no Ceará e segue até a fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai, o ministro foi elencando projetos concluídos e em execução.

“Recebemos nossas estradas com qualidade de pavimento ruim. Eram menos de 30% dos trechos consideradas bons para o tráfego. Em 2023, chegamos a quase 49%. Em apenas um ano. E em 2025 vamos atingir 60% de pavimento de qualidade”, afirmou Renan Filho.

Seguindo a viagem imaginária pela BR-116, o ministro dos Transportes finalizou com uma promessa de que até o ano que vem estará concluída a ponte que ligará a cidade de Jaraguão, no Rio Grande do Sul, ao território do vizinho Uruguai. Esse projeto, somado à reconstrução da ponte sobre o Rio Caí, em Caxias, simbolizará o trabalho de reconstrução do estado gaúcho, vitimado pelas cheias, segundo o ministro.

O deputado paulista Alencar Santana (PT) falou em nome dos parlamentares que acompanharam a comitiva presidencial. Santana lembrou que nenhum outro presidente, após o golpe contra a presidente Dilma Rousseff, havia visitado Guarulhos. O deputado frisou ainda que as obras entregues neste sábado têm origem no PAC Mobilidade, lançado em Guarulhos em 2013, pela ex-presidenta. “São projetos com recursos federais”, disse.

Também participaram da cerimônia os ministros de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, do Desenvolvimento Agrário, Paulo Teixeira, além de parlamentares paulistas e dirigentes de órgãos de transporte e infraestrutura do Governo Federal.

O presidente da concessionária CCR, Miguel Seta, afirmou que a Via Dutra tem se alinhado aos projetos de novas tecnologias, com cobertura integral de rede celular 4G, iluminação de led e cancelas automáticas. Mas, segundo ele, o mais importante é que as obras entregues neste sábado vão facilitar o cotidiano da população, ao desafogar o trânsito na entrada da cidade.

Reivindicações

Para o ministro Renan Filho, “esta não é apenas uma obra de concreto, e sim uma obra que garante agilidade e segurança para a vidas das pessoas”. Antecipando-se ao que diria Lula, ele criticou o governo anterior: “Tem muita gente que fala, fala, fala, mas entrega muito pouco. Mas hoje tem obras do presidente Lula do Norte até o Sul”.

Ao avistar um cartaz de apoio à greve dos professores federais, erguido na plateia, Lula salientou a relação política de seu governo com os diferentes setores sociais. “Que bom que vocês podem vir a um comício do Lula com um cartaz de greve. Um tempo atrás, o povo não podia se manifestar. Nós sabemos lidar com as diferenças”.

Lula pediu que a população não pare de reivindicar. “Nunca baixe a cabeça”, disse. O presidente aproveitou a oportunidade para novamente criticar as ações de guerra na Faixa de Gaza. “Mulheres e crianças estão morrendo por irresponsabilidade do governo de Israel. Nós não podemos nos calar”.

Comente esta notícia

NOTÍCIAS DO BRASIL E DO MUNDO