Cuiabá, 14 de Julho de 2024
DÓLAR: R$ 5,43
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Polícia Quarta-feira, 10 de Julho de 2024, 09:05 - A | A

10 de Julho de 2024, 09h:05 A- A+

Polícia / OPERAÇÃO INFINITY

Polícia Civil de Goiás combate tráfico de drogas em Anápolis e prende quatro investigados

Durante a operação foram apreendidos cerca de 20 quilos de maconha, ecstasy, instrumentos utilizados na preparação e transformação de drogas, adesivos personalizados dos entorpecentes e sacos "de lanche" usados para facilitar a venda das drogas

PAULA VALÉRIA
DA REDAÇÃO

Na manhã desta quarta-feira (10), a Polícia Civil de Goiás, por intermédio do Grupo Especial de Repressão a Narcóticos (Genarc) e Grupo Especial de Investigações Criminais (Geic) de Anápolis (GO), deflagrou a Operação Infinity que teve como objetivo combater o tráfico de drogas nas cidades de Anápolis e Aparecida de Goiânia. Foram cumpridos dez mandados judiciais, resultando na prisão de quatro pessoas, sendo três de forma temporária e uma em flagrante. Um quinto indivíduo, também alvo da operação, está foragido. Os mandados incluíam prisões temporárias devido ao envolvimento dos investigados com tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo linkFTN BRASIL

Reprodução: PC-GO

whatsapp-image-2024-07-10-at-09.17.13.jpeg

Durante a operação, além das prisões, foram apreendidos itens significativos para a investigação, incluindo aproximadamente R$ 10 mil em dinheiro, cerca de 20 quilos de maconha, ecstasy, instrumentos utilizados na preparação e transformação de drogas, adesivos personalizados dos entorpecentes e sacos "de lanche" usados para facilitar a venda das drogas. O Genarc também conseguiu o sequestro de três veículos pertencentes ao grupo criminoso, fortalecendo ainda mais a operação contra o tráfico de drogas nas regiões de Anápolis e Aparecida de Goiânia.

As investigações indicaram que o grupo criminoso operava o tráfico de drogas não apenas em Anápolis e Aparecida de Goiânia, mas também em outras cidades como Goiânia, Ceres, Uruaçu e Goianésia, no norte goiano. Curiosamente, os investigados utilizavam aplicativos de entrega de comida para auxiliar na venda e distribuição dos entorpecentes.

A  maior parte das drogas foi apreendida no Setor Universitário, em Anápolis, região próxima a escolas e grandes instituições de ensino superior, o que potencialmente facilitava a disseminação das drogas.

Comente esta notícia

Esse est et proident pariatur exercitation