Cuiabá, 21 de Junho de 2024
DÓLAR: R$ 5,45
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Polícia Segunda-feira, 27 de Maio de 2024, 12:40 - A | A

27 de Maio de 2024, 12h:40 A- A+

Polícia / "NÔMADE"

Operação conjunta prende criminosos, apreende maquinários e aplica multas no norte do estado

Alvos das fiscalizações foram definidos por meio do monitoramento em tempo real por meio de satélite

ELISA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

Uma operação conjunta de fiscalização de crimes ambientais foi deflagrada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Meio Ambiente (Dema) e Polícia Militar, entre os dias 14 a 24 de maio, na região norte do estado.

A operação denominada Nômade teve como objetivo a intensificação de ações de fiscalizações de crimes ambientais nos municípios de Brasnorte, União do Sul, Marcelândia e Tapurah. Os alvos foram definidos no decorrer da ação, por meio do monitoramento em tempo real por meio do satélite Planet.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL 



Durante os trabalhos, foram apreendidos seis maquinários de grande porte, entre eles, um trator esteira marca Fiatallis, modelo AD14C, um trator esteira marca Komatsu, modeloD65, um trator pá carregadeira sem marca e modelo identificados, dois tratores esteira da marca Fiatallis, Modelo FD170, uma colheitadeira John Dheere, modelo 1550, uma plataforma de colheitadeira John Dheere, modelo 1550, um correntão, um caminhão VW modelo titan 18-310.




Além das máquinas apreendidas, a ação resultou na destruição de um maquinário utilizado na ação criminosa e de um barraco que servia de acampamento para infratores ambientais.

Os trabalhos buscam reprimir o “iminente risco de agravamento do dano ambiental”, bem como a descapitalização dos infratores para evitar a reincidência; embargos; a aplicação de multa; remoção de maquinários utilizados para cometimento do crime e a responsabilização de infratores.




Também foram aplicadas multas aos investigados em razão do cometimento dos crimes de desmatamento em área de especial preservação, exploração seletiva em área de especial preservação, descumprimento de embargo, impedir regeneração de vegetação nativa e exercer a atividade potencialmente poluidora sem autorização.

Além da esfera criminal, os criminosos também respondem nas esferas administrativa e civil, e também processo administrativo.

Comente esta notícia

NOTÍCIAS DO BRASIL E DO MUNDO