Cuiabá, 18 de Julho de 2024
DÓLAR: R$ 5,57
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Polícia Terça-feira, 09 de Abril de 2024, 09:50 - A | A

09 de Abril de 2024, 09h:50 A- A+

Polícia / DEFESA AGROPECUÁRIA

Operação conjunta apreende 20 toneladas de agrotóxicos irregulares em Goiás

Ação contou com o trabalho do Mapa, da Polícia Militar de Goiás e da Agrodefesa, sendo apreendido materiais que resultariam em outras 120 toneladas do insumo ilegal

PAULA VALÉRIA
DA REDAÇÃO

Na última quinta-feira (4) a operação conjunta do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) com o apoio da Polícia Militar de Goiás (PMGO) e da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), resultou na apreensão de cerca de 20 toneladas de agrotóxicos irregulares e de materiais para a produção de outras 120 toneladas do insumo. O ação foi realizada no município de Caldas Novas (GO).

Conforme informações do Mapa, a fiscalização compareceu em dois endereços para averiguação de produção, manipulação irregular e falsificação de agrotóxicos. O primeiro endereço se tratava de propriedade rural localizada a aproximadamente 10 km da cidade, onde foi constatada a existência de produção irregular e falsificação de agrotóxicos. Foram encontrados ainda, diversos materiais para produção, além de produtos já fracionados com resíduos nos equipamentos, evidenciando sua utilização recente.

No segundo local, um galpão na área urbana da cidade, foram encontrados agrotóxicos em estoque utilizados para falsificação e manipulados irregularmente, bem como armazenamento em grande quantidade e de forma precária. Neste local, além de embalagens vazias, novas e usadas, foram encontrados bulas, rótulos, tampas, caixas de papelão, fitas, lacres de tampas, produtos veterinários e domissanitários.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL

Até o momento, foram contabilizadas aproximadamente 20 toneladas de produtos fluidos e sólidos e cerca de 70 mil embalagens, novas e usadas. Os recipientes possuem capacidade de 250 ml a 50 litros, que poderiam ser utilizados pela organização criminosa para a produção em curto espaço de tempo de aproximadamente 120 toneladas de produtos falsificados.

Os estabelecimentos não possuem os registros, licenças e alvarás necessários para funcionamento como fabricante ou formulador de agrotóxicos.

Todos os agrotóxicos, matérias-primas, embalagens, equipamentos e materiais utilizados na contratação de agrotóxicos foram apreendidos pelo Mapa e serão destinados à destruição ambientalmente adequada.

Por não ter registro no Mapa, os agrotóxicos considerados ilegais constituem risco para agropecuária pela ausência de procedência e eficácia do produto para o controle e combate às pragas.

Também constituem risco para saúde dos usuários, durante a aplicação do produto, e dos consumidores de alimentos pela exposição a ingredientes ativos e componentes desconhecidos, além de risco ao meio ambiente, pela exposição da fauna e da flora às substâncias químicas desconhecidas, que podem causar mortes ou danos graves ao equilíbrio ambiental.

Comente esta notícia

Esse est et proident pariatur exercitation