Cuiabá, 20 de Julho de 2024
DÓLAR: R$ 5,60
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Polícia Segunda-feira, 11 de Março de 2024, 10:15 - A | A

11 de Março de 2024, 10h:15 A- A+

Polícia / COMBATE À CRIMINALIDADE

Mulher sequestrada e mantida em cárcere privado é resgatada; Um sequestrador morre em confronto com a Polícia Civil

Além do resgate da vítima, houve a apreensão da arma de fogo usada no crime e a recuperação do veículo e outros objetos roubados em Nova Mutum

ELISA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

Uma mulher vítima de roubo e sequestro na tarde da última sexta-feira (08), em Nova Mutum, foi resgatada pela Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) do município.

Além do resgate da vítima, houve a apreensão da arma de fogo usada no crime e a recuperação do veículo e outros objetos roubados.

Durante atendimento da ocorrência, os dois suspeitos que mantinham a vítima em cárcere privado, dentro do veículo roubado por eles, reagiram à abordagem policial e dispararam contra a equipe. 
 
Além do resgate da vítima, houve a apreensão da arma de fogo usada no crime e a recuperação do veículo e outros objetos roubados.



Para assegurar a integridade física dos policiais civis e da vítima, foi feita a intervenção e os dois criminosos foram atingidos. Em seguida ambos foram encaminhados para atendimento médico, porém um deles acabou indo a óbito.

 As  diligências iniciaram logo depois que o filho da vítima procurou à Derf de Nova Mutum, informando que sua mãe de 57 anos havia sido sequestrada e levada de sua chácara.

Os investigadores deslocaram junto com o comunicante até a propriedade rural, e no trajeto avistaram os dois suspeitos armados, dentro do veículo SW4 e junto com a vítima, a qual era mantida no banco de trás. 
 
Ao perceber a presença da viatura, os criminosos dispararam a arma de fogo em direção aos policiais civis, momento em que a vítima conseguiu sair do carro e correr para dentro de uma plantação.

A vítima contou que foi obrigada a fazer transferências bancárias no valor total de R$ 2 mil, bem como o prejuízo não foi maior em razão de estarem na zona rural, e em determinado ponto o celular ficava sem internet.

Os suspeitos foram identificados, sendo ambos considerados de alta periculosidade e com extensa ficha criminal. Um deles, de 22 anos, estava com mandado de prisão em aberto, decretado pela Comarca de São José do Rio Claro. 

O segundo envolvido, de 35 anos, possui passagem por associação criminosa, porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas, receptação e resistência.

A Derf de Novam Mutum instaurou inquérito para apurar a possível participação de outras pessoas no crime de roubo, sequestro e cárcere privado, extorsão, tortura e posse ilegal de arma de fogo.

A Polícia Civil de Mato Grosso reforça o seu compromisso de combater a criminalidade e proteger a população.

Comente esta notícia

Esse est et proident pariatur exercitation