Cuiabá, 18 de Junho de 2024
DÓLAR: R$ 5,43
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Polícia Sexta-feira, 17 de Maio de 2024, 12:00 - A | A

17 de Maio de 2024, 12h:00 A- A+

Polícia / "RED PUNISHMENT"

Membros de facção investigados por sequestro em Sinop são alvos de operação

As investigações iniciaram em janeiro deste ano, quando quatro homens, que vieram do Nordeste para trabalhar, foram sequestrados por criminosos

ELISA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

A Delegacia da Polícia Civil de Sinop deflagrou, nesta quinta-feira (16), a Operação Red Punishment para o cumprimento de dois mandados de prisão e quatro de busca e apreensão contra membros de uma facção criminosa, investigados por sequestro e cárcere privado.

As investigações iniciaram em janeiro deste ano, quando quatro homens foram sequestrados por criminosos na Avenida André Maggi e colocados em um veículo Chevrolet Vectra. Ainda dentro do veículo, os suspeitos questionaram as vítimas sobre a qual facção eles pertenceriam.

Após rodar a cidade, os criminosos foram para uma área rural na estrada Silvana, onde uma das vítimas acabou reagindo e após luta corporal com um dos suspeitos, conseguiu correr para uma lavoura de soja, quando foi feito disparos contra a vítima. Na sequência, os suspeitos fugiram em um segundo veículo deixando as vítimas e o Vectra para trás.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL 

Um dos alvos presos na operação é um homem, de 32 anos, conhecido como “Boi” e foi preso em sua residência no bairro Boa Esperança por tentativa de homicídio, sequestro e cárcere privado. Ele foi identificado como responsável pela disciplina da facção contra membros rivais. O criminoso é o proprietário do veículo Vectra e também o responsável pelo disparo contra a vítima encontrada na lavoura.



O segundo suspeito de participar do crime, conhecido como Lacoste, está foragido e é procurado por sequestro e cárcere privado.

O delegado Sérgio Ribeiro destacou que durante as investigações ficou comprovado que as vítimas seriam executadas, mas que não pertenciam a nenhuma facção. “Eles vieram do nordeste para trabalhar em Sinop e fazer serviços que muitas vezes os que vivem aqui não querem fazer, mas tiveram que voltar para seus estados por conta dessa rivalidade”.

O delegado disse ainda que a operação continua até o cumprimento de todos os mandados judiciais. O investigado preso foi apresentado à Central de Flagrantes, onde ficou à disposição da Justiça.

Comente esta notícia

NOTÍCIAS DO BRASIL E DO MUNDO