Cuiabá, 20 de Julho de 2024
DÓLAR: R$ 5,60
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Geral Segunda-feira, 22 de Abril de 2024, 08:36 - A | A

22 de Abril de 2024, 08h:36 A- A+

Geral / PLANO ESTADUAL DE ATENÇÃO

Estado de Goiás é o primeiro do Brasil a ter política de atenção à saúde do migrante

O Plano Estadual de Atenção à Saúde da População Migrante Refugiada e Apátrida beneficia os cerca de 16,6 mil migrantes residentes em Goiás

PAULA VALÉRIA
DA REDAÇÃO

A Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO) elaborou o primeiro Plano Estadual de Atenção à Saúde da População Migrante Refugiada e Apátrida no país. Aprovado este ano, o documento visa ao planejamento da assistência e atenção integral de saúde para essa população.

O Plano Estadual de Atenção à Saúde da População Migrante Refugiada e Apátrida beneficia os cerca de 16,6 mil migrantes residentes em Goiás cadastrados no e-SUS entre 2019 a 2023.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL

“Goiás é o primeiro estado no país a elaborar um plano de gestão específico para atender estas pessoas”, destaca o secretário estadual de Saúde, Rasível Santos, sobre o trabalho pioneiro. “O objetivo principal é mitigar as barreiras de acesso à saúde e promover a inclusão dessa população específica na Rede de Atenção à Saúde no Sistema Único de Saúde (RAS-SUS) de Goiás”, diz.

Saúde do migrante

Criado em parceria com a Universidade Federal de Goiás (UFG), Ministério da Saúde (MS), Organização Internacional para as Migrações (OIM), da Organização das Nações Unidas (OIM-ONU), Conselho de Secretários Municipais de Saúde (COSESMS), Conselho Estadual de Saúde de Goiás (CES-GO), o documento se estrutura sobre um conjunto de objetivos, diretrizes, eixos e ações que levam à implantação e implementação da política de atenção à saúde a essa população.

“Nosso papel é coordenar as estratégias na condução e execução das ações planejadas, como a promoção, prevenção e recuperação dos agravos de saúde à população migrante no território goiano”, afirma a gerente de Atenção às Populações Específicas – Gerpop/SES-GO, Ana Maria Passos.

O trabalho envolve áreas como a atenção e vigilância à saúde, regulação, atenção primária, atenção especializada, saúde mental e educação em saúde.

Comente esta notícia

Esse est et proident pariatur exercitation