Cuiabá, 18 de Junho de 2024
DÓLAR: R$ 5,43
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Política e Eleições Sexta-feira, 10 de Maio de 2024, 13:13 - A | A

10 de Maio de 2024, 13h:13 A- A+

Política e Eleições / APOIO EMERGENCIAL

R$ 650 milhões em emendas parlamentares já estão na conta dos municípios gaúchos

Valor de emendas individuais de bancada e de comissão para ações no estado pode chegar a R$ 1,33 bilhão

ELISA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

O Rio Grande do Sul já tem assegurado o repasse de mais de R$ 1,3 bilhão. A informação foi confirmada pelo ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, durante anúncio do Governo Federal de um pacote de R$ 50,9 bilhões para apoiar famílias, trabalhadores, empresas, estado e municípios gaúchos.

“Nós já temos identificados, estão priorizados para empenho e pagamento, o total de R$ 1,33 bilhão em emendas individuais, de bancada e de comissão para ações do Rio Grande do Sul”, afirmou o ministro.

Segundo ele, metade já foi depositado na conta de diversos municípios gaúchos. Padilha adiantou que a expectativa é de que nesta sexta-feira (10) o valor dos depósitos se aproxime de R$ 800 milhões.

“Até esse momento, já tem R$ 650 milhões na conta dos municípios. Já foi transferido. Nossa previsão é de chegar até amanhã a R$ 788 milhões dessas emendas”, disse Padilha. O ministro ressaltou que existe a possibilidade de que outros R$ 450 milhões em emendas se somem em breve ao valor já garantido.

Arroz

Outro assunto tratado durante a coletiva foi a questão da produção de arroz no país, uma vez que as chuvas afetaram fortemente as plantações no Rio Grande do Sul, maior produtor brasileiro do grão. Segundo o ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa, uma Medida Provisória deve ser editada para tratar da importação de arroz para compensar as perdas causadas pela tragédia.

“Deve sair hoje (quinta-feira) para compra de uma grande quantidade de arroz para conter a elevação de preços, já que boa parte da produção deixará de ser colhida. A estimativa é de que em torno de 20% da colheita tenha sido perdida nas chuvas e uma outra está perdida nos galpões já colhidos, ou seja, nos armazéns. Como o Rio Grande do Sul representa quase 80% da produção do Brasil, é necessária a importação para evitar especulação”, explicou Rui Costa.

Prévio

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, ressaltou que as medidas anunciadas na quinta-feira (9/5) são uma parte do esforço federal para auxiliar o Rio Grande do Sul em várias frentes, desde esse momento do atendimento emergencial e humanitária até a fase de reconstrução. "Nós não estamos esperando baixarem as águas, Estamos tomando todas as providências para estarmos preparados para enfrentar o problema assim que a realidade lá do Rio Grande do Sul permita. Então, é importante esse trabalho prévio. Sem esse trabalho prévio, as coisas não vão acontecer na ponta”.

Balanço

Segundo atualização divulgada pela Defesa Civil às 19h desta quinta-feira (9/5), o total de municípios impactados pelas chuvas no estado chegou a 435. São 69.610 pessoas em abrigos, 336.592 desalojados e 1,8 milhão de pessoas afetadas pelos efeitos das chuvas. O número de óbitos confirmados chegou a 113 e há 146 desaparecidos e 754 feridos. Um total de 5.931 animais foram salvos durante as operações.

Comente esta notícia

NOTÍCIAS DO BRASIL E DO MUNDO