Cuiabá, 21 de Julho de 2024
DÓLAR: R$ 5,60
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Política e Eleições Sexta-feira, 26 de Abril de 2024, 08:00 - A | A

26 de Abril de 2024, 08h:00 A- A+

Política e Eleições / GREVE CONTINUA!

PROIFES e SINASEFE assina termo de compromisso que garante reajuste de benefícios dos servidores públicos

Os novos valores dos benefícios serão válidos a partir de maio, mas o pagamento será feito retroativamente em junho

PAULA VALÉRIA
DA REDAÇÃO

Na tarde desta quinta-feira (25), na sede do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), em Brasília, a Federação de Sindicatos de Professores e Professoras de Instituições Federais de Ensino Superior e de Ensino Básico Técnico e Tecnológico (Proifes-Federação)representado pelo vice-presidente, Flávio SIlva, e o Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe) assinaram o termo de compromisso com o Governo Federal que garante o reajuste dos benefícios dos servidores federais. 

Durante a cerimônia de assinatura, o secretário de Relações de Trabalho do Ministério de Gestão e Inovação (MGI), José Lopez Feijóo, informou que a vigência do reajuste será referente ao mês de maio, mas com pagamento de forma retroativa na folha do mês de junho de 2024.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL

Após a assinatura, o termo será encaminhado para que a ministra de Gestão e Inovação, Esther Dweck publique a portaria que irá garantir os benefícios. A portaria com as mudanças nos benefícios deve ser publicada até a próxima segunda-feira (29).

Apesar do SINASEFE ter assinado oTermo de Compromisso nº 01/24, concordando com o reajuste de benefícios na saúde, alimentação e creche de servidores, a greve deve continuar.

O sindicato reafirma que este reajuste de benefícios tem uma série de limitações, como por exemplo o etarismo, já que não alcança aposentados e a manutenção da diferença de valores em relação aos demais poderes (judiciário e legislativo).

Já o Secretário de Relações de Relações de Trabalho, José Lopez Feijoó explicou que: “Após muita discussão, o Conselho Deliberativo do PROIFES, pautado pelas assembleias realizadas pelos seus sindicatos federados com os docentes, decidiu pela assinatura do termo. Agora, continuamos no movimento de negociação com o Governo pelo reajuste salarial ainda em 2024. Seguimos trabalhando e negociando para que tenhamos reajuste em 2024, 2025 e 2026”, afirmou Flávio Silva.

Conforme proposto na última reunião da Mesa de Negociação Permanente, foram concedidos os seguintes reajustes:

- Auxílio alimentação de R$ 658 para R$ 1.000 mil (51,9%);

- Auxílio-saúde de R$ 144 para R$ 215 (49,30%);

- Auxílio-creche, de R$ 321 para R$ 484,90 (50,7%).

Os recursos para bancar esses reajustes estão reservados no Orçamento de 2024.

Comente esta notícia

Esse est et proident pariatur exercitation