Cuiabá, 14 de Julho de 2024
DÓLAR: R$ 5,43
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Política e Eleições Domingo, 23 de Junho de 2024, 11:30 - A | A

23 de Junho de 2024, 11h:30 A- A+

Política e Eleições / "PREÇO EXCELENTE"

Presidente do TCE-MT classifica venda dos vagões do VLT como excelente negócio para o Estado

Conselheiro Sérgio Ricardo classificou como excelente o acordo firmado entre os Governos de Mato Grosso e da Bahia para venda dos vagões do Veículo Leve sobre Trilhos, no valor de R$ 793,7 milhões

PAULA VALÉRIA
DA REDAÇÃO

O presidente do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT), conselheiro Sérgio Ricardo, elogiou o acordo entre os Governos de Mato Grosso e da Bahia para a venda dos vagões do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), no valor de R$ 793,7 milhões e as negociações foram concluídas na quarta-feira (19).

“Trabalhamos em conjunto. O Tribunal de Contas acompanhou todas as negociações até o final e deu parecer favorável ao Governo do Estado para a venda. Não havia outro caminho, o Governo do Estado fez muito bem, esses vagões iriam apodrecer um dia. Entendo que a história dos vagões do VLT terminou muitíssimo bem para Mato Grosso”, salientou.

Conforme Sérgio Ricardo, o papel do TCE foi analisar todos os procedimentos adotados pelo Executivo estadual. “Coube ao Governo declarar o valor considerando tudo que já tinha sido pago, para que não houvesse prejuízos e que se desse uma solução em definitivo para essa mercadoria. O Governo do Estado colocou um preço excelente, foi possível vender sem prejuízos e eliminar um grande problema de ter um produto se desgastando, pagando aluguel para guardar uma mercadoria que vai valer cada vez menos. Foi feito o melhor.”

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo linkFTN BRASIL 

Pelo acordo firmado, a venda dos vagões do VLT prevê o pagamento da primeira parcela até 31 de dezembro deste ano, com as demais parcelas também sendo pagas anualmente até 2027. Esses vagões estavam armazenados em Várzea Grande por uma década. Originalmente, o VLT foi projetado para a Copa do Mundo de 2014, com um trajeto planejado de 22 quilômetros entre Cuiabá e Várzea Grande.

Em 2020, foi decidido substituir o projeto do VLT pelo sistema Bus Rapid Transit (BRT), e a construção iniciou-se em 2022. O Governo do Estado indicou que o montante arrecadado com a venda dos vagões será suficiente não apenas para finalizar as obras do BRT, mas também para adquirir os veículos necessários para o novo sistema de transporte.

Comente esta notícia

Esse est et proident pariatur exercitation