Cuiabá, 18 de Junho de 2024
DÓLAR: R$ 5,43
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Política e Eleições Segunda-feira, 20 de Maio de 2024, 16:00 - A | A

20 de Maio de 2024, 16h:00 A- A+

Política e Eleições / AJUDA HUMANITÁRIA

Operação do governo federal transporta três bebês recém-nascidos e dois adultos em UTI Aérea

Mais de 50 profissionais, entre FAB, Força Nacional do SUS, bombeiros e Samu foram acionados para levar cinco pacientes de Rio Grande a Canoas

ELISA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

Três bebês recém-nascidos e dois adultos em estado grave de saúde que estavam no Hospital da Universidade Federal de Rio Grande, precisaram ser removidos na tarde de domingo (19) para Canoas (RS) em uma operação complexa. A capacidade da unidade de saúde estava comprometida em função das enchentes.

Para garantir o transporte seguro dos pacientes, a ação contou com o envolvimento de mais de 50 profissionais, entre servidores da saúde e militares de diferentes instituições, como Força Nacional do Sistema Único de Saúde (SUS), Corpo de Bombeiros Militar de Rondônia e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), além da Força Aérea Brasileira (FAB), responsável pelo voo.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL 

Os pacientes foram transportados em segurança até a Base Aérea de Canoas (BACO). De lá, foram encaminhados para unidades de saúde de referência da região.

"A cidade de Rio Grande está alagada e o hospital está comprometido. Então, a evacuação, principalmente das crianças, tinha que ser imediata. E devido à estrutura das estradas e à gravidade da saúde delas, a melhor opção era o transporte aéreo", afirmou o capitão Vinicius Guimarães Tinoco Ayres, da equipe médica da FAB.

A aeronave empregada foi um C-105 Amazonas, configurada como UTI Aérea. O comandante da aeronave, Cleber de Souza Nichelli, comentou sobre os desafios logísticos. "Pousamos em Rio Grande com a meteorologia adversa. Era um desafio que já estávamos esperando, somado com uma pista que está em obras. Tendo em vista o objetivo da missão, empregamos o máximo da nossa capacidade operacional em prol dessas vidas", contou.

Comente esta notícia

NOTÍCIAS DO BRASIL E DO MUNDO