Cuiabá, 24 de Julho de 2024
DÓLAR: R$ 5,66
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Política e Eleições Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2024, 15:12 - A | A

22 de Fevereiro de 2024, 15h:12 A- A+

Política e Eleições / INDÚSTRIA E COMÉRCIO

Com índices de crescimento socioeconômico inéditos, Governo do Tocantins comemora uma nova era de desenvolvimento do Estado

Avanços econômicos e sociais nos últimos anos colocam o Tocantins no centro das atenções, com índices de crescimento do PIB, geração de empregos e redução da pobreza, destacando-se como um exemplo de desenvolvimento no cenário nacional

ELISA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

Nos últimos três anos, o Tocantins vem registrando uma série de indicadores socioeconômicos positivos que têm posicionado o Estado em condição de destaque no cenário nacional. Recanto de belezas naturais exuberantes e de diversidade cultural, a mais nova unidade da Federação passa a ser conhecida também por sua pujança econômica. A melhora nos números de criação de emprego, redução da pobreza e geração de riquezas evidencia que o Tocantins experimenta um crescimento inédito em sua história.

A economia do Estado foi a que mais cresceu no ano de 2023. O Produto Interno Bruto (PIB) teve um incremento de 11,4%, de acordo com a projeção realizada pelo Banco do Brasil. O governador Wanderlei Barbosa recebeu a notícia com entusiasmo. "Esse resultado me enche de satisfação e alegria porque, ao analisar as estatísticas, não vejo apenas números robustos, enxergo empregos sendo criados, famílias saindo da pobreza e a melhoria da qualidade de vida das pessoas. Isso mostra que estamos no caminho certo, efetivamente trabalhando e cuidando de todos os tocantinenses", comemora o gestor.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL

É importante ressaltar que o cenário econômico projetado pela instituição financeira é independente dos resultados do PIB consolidados pelo IBGE e divulgados com defasagem de dois anos. Os resultados mais atualizados disponibilizados pelo órgão são de 2021, quando o Tocantins alcançou o PIB de R$ 51,8 bilhões.

Empregos

Políticas públicas de atração de investimentos e qualificação de mão de obra têm revertido o desemprego em todas as regiões do Estado.

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad Contínua), do IBGE, revelou que a taxa de desocupação em 2023 foi de 5,8%. É a segunda menor taxa de desemprego dentre os estados da Região Norte e o oitavo melhor resultado do Brasil.

O índice também é o menor de toda a série histórica, iniciada em 2012. O pior resultado foi registrado em 2021, ano em que o desemprego chegou a 14,2%. "Na análise dos dados é possível averiguar que o Tocantins foi o estado que mais reduziu sua taxa de desemprego no período pós-pandemia. Esse desempenho mostra a força de nosso Estado e o acerto do governador Wanderlei Barbosa na condução da política de desenvolvimento econômico", analisa o secretário de Estado da Indústria, Comércio e Serviços, Carlos Humberto Lima.

Comércio

Outro destaque positivo é o comércio. Com expressiva importância na economia tocantinense, o setor tem sido impulsionado por meio de políticas públicas como o Programa de Impulsionamento da Indústria, Comércio e Serviços (Pics), que contempla ações e metas de fortalecimento do comércio.

De acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada neste mês, o Tocantins foi o estado que apresentou maior crescimento no comércio varejista em 2023, com aumento de 11,6% em relação ao ano de 2022.

O Tocantins ficou 9,9 pontos percentuais acima da média nacional, que foi de 1,7%.

Iniciada em 1995, a pesquisa analisa a receita bruta de revenda em empresas formalmente constituídas, com 20 ou mais pessoas ocupadas, cuja atividade principal é o comércio varejista.

Redução da pobreza

A melhoria de todos esses indicadores econômicos converge em um único objetivo: a melhoria da qualidade de vida e redução das desigualdades, "pois só é possível atingir justiça social com desenvolvimento econômico", acrescenta o secretário Carlos Humberto Lima.

De acordo com o último levantamento feito pelo IBGE, referente ao ano de 2022, houve redução da pobreza extrema no Tocantins. A proporção de pessoas vivendo com menos de R$ 200 por mês caiu para 4,9%.

Foi o menor resultado dentre os estados das regiões Norte e Nordeste. A taxa foi, também, menor que a média nacional, de 5,9%.

O percentual de pessoas em situação de pobreza, que viviam com até R$ 637,00 por mês, também caiu e passou de 42,8% em 2021, para 34% em 2022.

"Nosso trabalho agora é reduzir ainda mais esse índice, pois enquanto houver um tocantinense vivendo em condição de pobreza extrema a missão ainda não terminou. É por isso que orientei toda a gestão a se dedicar ao desenvolvimento socioeconômico do Estado, pois assim nós promovemos, não somente a economia, mas também o humano, o social, e tiramos o Tocantins do mapa da pobreza", conclui o governador Wanderlei Barbosa.

Segundo Governador Wanderlei Barbosa, gestão tem se dedicado a tirar definitivamente o Tocantins do mapa da pobreza - Antônio Gonçalves/Governo do Tocantins
 
Para o secretário Carlos Humberto Lima, o desenvolvimento econômico do Estado é condição para a realização de justiça social - Loise Maria/Governo do Tocantins
 

 

 

Comente esta notícia

Esse est et proident pariatur exercitation