Cuiabá, 21 de Junho de 2024
DÓLAR: R$ 5,45
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Política e Eleições Segunda-feira, 20 de Maio de 2024, 16:03 - A | A

20 de Maio de 2024, 16h:03 A- A+

Política e Eleições / CÂNCER INFANTIL

Com apoio do Governo de MS, AACC entrega reforma do centro de tratamento de oncologia infantil em Campo Grande

A reforma completa do Cetohi foi realizada pela AACC/MS e apoiada por diversos parceiros, além do Governo do Estado que entrou com investimento de mais de R$ 1,3 milhão

PAULA VALÉRIA
DA REDAÇÃO

Na manhã desta segunda-feira (20), o governador de Mato Grosso do Sul, Eduardo Riedel, participou da solenidade de entrega da reforma do Centro de Tratamento Onco Hematológico Infantil (Cetohi), que funciona dentro do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS). A reforma completa do Cetohi, foi realizada pela Associação dos Amigos das Crianças com Câncer (AACC/MS) e contou com o apoio de diversos parceiros, além do Governo do Estado, com um investimento de mais de R$ 1,3 milhão.

“Este é um exemplo do poder transformador do propósito. E de como a sociedade civil pode contribuir para melhorar a saúde pública. Por isso devemos celebrar esta conquista, a gente fica feliz por fortalecer essas relações”, afirmou governador Riedel.

Cetohi

O Cetohi, referência no tratamento do câncer infanto-juvenil em Mato Grosso do Sul, está comemorando 24 anos de funcionamento. Com a reforma do centro, o atendimento das 100 crianças e adolescentes que estão em tratamento contra o câncer no estado será aprimorado. Nos 24 anos de funcionamento o centro já atendeu mais de 2 mil crianças e adolescentes.

“Nosso propósito é contribuir na melhoria do tratamento da oncologia das nossas crianças e adolescentes. Agradecemos a parceria do Governo do Estado para que isso seja possível”, afirmou a presidente da AACC, Mirian Comparin Correa.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL

O centro de tratamento funciona no oitavo andar do HRMS e conta com 20 leitos, sendo 16 de isolamento e 4 para quimioterapia, além de oito leitos de quimioterapia ambulatorial. 

“Tínhamos uma taxa de cura de 10% e hoje está em 70%. Mas estamos buscando alcançar entre 80% e 90% de cura para os nossos pacientes. É um orgulho poder mudar este cenário. Quando o câncer infantil é tratado da maneira adequado em um local como o Cetohi, podemos oferecer a cura. Nosso desejo agora é colocar em funcionamento o primeiro serviço público de transplante de medula óssea do Estado”, afirmou o oncologista pediátrico, Marcelo Souza, chefe do serviço médico do Cetohi.

HRMS

No ano passado, quando completou 26 anos de funcionamento, o HRMS recebeu mais de R$ 6,2 milhões em reformas para melhorar o atendimento médico, de média e alta complexidade, à população.

As frentes de trabalho são executadas na reforma da fachada, além da central de material esterilizado, setor de nefrologia e a construção da sala de ressonância magnética (que já foi concluída). Também foi realizada a retomada da obra da radioterapia, inclusa no PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), do Governo Federal, com investimento de R$ 9,960 milhões na parte de infraestrutura.

Comente esta notícia

NOTÍCIAS DO BRASIL E DO MUNDO