Cuiabá, 20 de Julho de 2024
DÓLAR: R$ 5,60
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Internacional Sexta-feira, 29 de Março de 2024, 11:36 - A | A

29 de Março de 2024, 11h:36 A- A+

Internacional /

Papa Francisco rompe tradição de Páscoa e lava apenas os pés de mulheres

Líder da Igreja Católica participou de celebração em presídio de Roma

CHRISTOPHER LAMB
DA CNN

O Papa Francisco lavou os pés de 12 mulheres em uma prisão, em Roma, durante uma cerimônia de Páscoa, que enfatiza o ato de humildade. É a primeira vez que o papa lava os pés apenas das mulheres durante o serviço especial religioso.

O pontífice, de 87 anos, que tem enfrentado problemas de saúde e mobilidade recentemente, liderou a cerimônia na prisão de Rebibbia, em Roma, lavando os pés de cada uma das mulheres de sua cadeira de rodas, muitas das quais estavam em lágrimas enquanto ele fazia isso.

O ritual de lavagem dos pés ocorre na quinta-feira antes da Páscoa e procura imitar a lavagem dos pés de seus discípulos por Jesus Cristo na noite anterior à sua morte.

Desde que assumiu a liderança da Igreja Católica, o papa retirou esta cerimônia do território do Vaticano e celebrou lavando os pés de prisioneiros, refugiados e deficientes.

Ao longo dos anos, Francisco lavou os pés de mulheres e muçulmanos. No entanto, Michael Walsh, um proeminente historiador e autor da igreja, e o padre Anthony Ruff, um especialista litúrgico, disseram à CNN que acreditam que esta é a primeira vez que um papa lavou os pés de mulheres exclusivamente durante a cerimônia.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL

Nadia Fontana, diretora da prisão feminina em Roma, onde o evento aconteceu, disse que foi a primeira vez que um papa entrou em suas instalações, que segundo ela mantém 360 prisioneiras e uma criança.

Nos primeiros anos de seu pontificado, o papa mudou as regras da igreja para incluir oficialmente as mulheres na cerimônia, um movimento que encontrou resistência dentro do Vaticano.

Seu antecessor, Bento XVI, só lavou os pés dos homens, e depois mudou as regras e lavou apenas os pés dos sacerdotes.

Nas últimas semanas, o pontífice teve assessores que leram vários de seus discursos depois de sofrer com problemas de saúde. Em 28 de fevereiro, ele foi internado no hospital para testes. Durante os meses de inverno, Francisco teve bronquite, resfriado e gripe.

 

Comente esta notícia

Esse est et proident pariatur exercitation