Cuiabá, 20 de Julho de 2024
DÓLAR: R$ 5,60
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Internacional Terça-feira, 23 de Janeiro de 2024, 14:11 - A | A

23 de Janeiro de 2024, 14h:11 A- A+

Internacional /

Milei suspende plano de privatizar YPF, estatal argentina de petróleo

Pacote de reformas do presidente foi alterado após negociações com parlamentares

PAULA VALÉRIA
DA REDAÇÃO

Nesta segunda-feira (22), o presidente da Argentina Javier Milei recuou em alguns pontos importantes e enviou nova versão do pacote de decretos ao Congresso. O objetivo de chegar a um consenso para negociar com a oposição, e um dos principais é a questão das privatizações. Milei desistiu de privatizar a companhia de petróleo YPF e, também, decidiu privatizar apenas parcialmente o Banco de La Nación, que é o equivalente ao Banco do Brasil.

A YPF é a maior perfuradora e refinadora de petróleo da Argentina. Ela foi nacionalizada em 2012 para liderar o desenvolvimento das riquezas do xisto em Patagônia, depois que os proprietários espanhóis foram acusados de negligenciar a produção.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL 

Além disso, o presidente argentino incluiu uma medida de alta popularidade: as aposentadorias serão reajustadas mensalmente de acordo com a inflação a partir de abril. O novo decreto também limitou os super poderes que Milei pleiteava, como, por exemplo, governar por decretos em certos assuntos. Por último, o governo eliminou o polêmico artigo que considerava “manifestação” uma reunião de três ou mais pessoas.

O chamado projeto de lei geral, atualmente em debate na Câmara dos Deputados, foi alterado após negociações com parlamentares. Essa é a indicação mais clara até agora de que Milei, um linha-dura libertário, cujo partido tem uma minoria no Congresso, está disposto a fazer concessões para impulsionar um pacote de reformas que mudariam a estrutura da economia intervencionista da Argentina em direção a um livre mercado.

Comente esta notícia

Esse est et proident pariatur exercitation