Cuiabá, 13 de Junho de 2024
DÓLAR: R$ 5,38
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Geral Segunda-feira, 13 de Maio de 2024, 12:01 - A | A

13 de Maio de 2024, 12h:01 A- A+

Geral / AJUDA HUMANITÁRIA

"Ponte aérea" da FAB transporta 5 toneladas de alimentos entre cidades do RS

Quinto Esquadrão de Transporte Aéreo (5º ETA) - Esquadrão Pégaso faz missões diárias de transporte aéreo logístico até cidades do interior gaúcho a partir da base de Canoas

ELISA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

Sediado na Base Aérea de Canoas (BACO), o Quinto Esquadrão de Transporte Aéreo (5º ETA) - Esquadrão Pégaso, da Força Aérea Brasileira (FAB), tem atuado em uma verdadeira ponte aérea ligando a região metropolitana e cidades do interior para o recebimento de donativos e insumos hospitalares.

Operando aeronaves C-95 Bandeirante e C-97 Brasília, as tripulações realizam diariamente missões de transporte aéreo logístico até cidades da serra gaúcha, como Caxias do Sul e Santa Cruz do Sul, além de Santa Maria, na região central, e Pelotas, na região sul do estado. Somente pelo 5º ETA, são transportadas uma média de cinco toneladas de mantimentos por dia.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL 

"Realizamos a entrega de doações, como cestas básicas e água potável, mas também itens importantes para a área da saúde, como bolsas de sangue, insumos para tratamentos de doenças crônicas, vacinas e equipamentos especiais para equipes de resgate", conta o Tenente Aviador Gabriel dos Santos Vernec, um dos pilotos do Esquadrão.

Uma vez que cada região possui demandas específicas, a aeronave não retorna vazia para Canoas. A Universidade de Caxias do Sul (UCS), por exemplo, tem realizado o trabalho de arrecadação, organização e preparo de lanches rápidos, como pães e frutas, para que sejam distribuídos aos desabrigados na região metropolitana da capital gaúcha. Ao todo, em uma semana foram transportados no trecho Caxias do Sul-Canoas mais de 42 mil lanches e 2,5 toneladas de frutas, além de leite, fórmula infantil e biscoitos.

Durante os voos, também acontece o transporte de profissionais de saúde, voluntários e militares que estão atuando nos diversos pontos atingidos. Em média, são transportados 20 passageiros por dia.

As tripulações de voo revezam-se a cada etapa para que o apoio logístico ocorra de maneira eficiente e no menor tempo possível. Além das coordenações logísticas, o 5º ETA mantém uma equipe de operações aéreas funcionando em tempo integral no planejamento desses voos regionais. Essa equipe atua por meio das demandas do Comando Conjunto da Operação Taquari 2 e busca atender às necessidades de cada ponto do estado.

Todos Unidos pelo Sul

A FAB tem atuado em diversas frentes no apoio às vítimas da enchente no Rio Grande do Sul. As ações iniciaram no dia 30 de abril, com resgates de pessoas ilhadas, e estendem-se a atendimentos de saúde, transporte de equipes de resgate e materiais, campanha de arrecadação de donativos, coordenação de meios aéreos e outras.

Comente esta notícia

NOTÍCIAS DO BRASIL E DO MUNDO