Cuiabá, 18 de Junho de 2024
DÓLAR: R$ 5,43
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Geral Quinta-feira, 09 de Maio de 2024, 07:56 - A | A

09 de Maio de 2024, 07h:56 A- A+

Geral / REPAROS E RELIGAÇÕES

Mais 26 mil famílias têm energia reestabelecida no Rio Grande do Sul; Veja quais municípios

Neste momento, 11 municípios do interior estão com 100% de desligamento: Bom Retiro do Sul, Boqueirão do Leão, Capitão, Colinas, Doutor Ricardo, General Câmara, Gramado Xavier, Imigrante, Muçum, Paverama e Relvado

ELISA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

Mais 26 mil unidades consumidoras tiveram o fornecimento de energia elétrica restabelecido nas últimas 24 horas no Rio Grande do Sul. Desde o início da emergência, mais de 200 mil unidades consumidoras foram religadas. Quatro municípios estavam sem eletricidade tiveram suprimento retomado. Os municípios de Coqueiro Baixo, Estrela, Fazenda Vilanova, Paverama e Roca Sales, antes com desligamento total e razão da severidade das chuvas, agora contam com fornecimento de energia em boa parte dos comércios e residências.

O Ministério de Minas e Energia (MME), seguindo a diretriz estabelecida pelo presidente Lula e sob a coordenação da Casa Civil, monitora e atua de maneira ininterrupta para reestabelecer a energia para o povo gaúcho. Por determinação do ministro Alexandre Silveira, foi criada no início da crise Sala de Situação para acompanhamento de ações das áreas ligadas ao MME no estado.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL 

Atualmente, 422 mil unidades consumidoras seguem sem fornecimento de energia, especialmente por questões de segurança e dificuldade de acesso. Porto Alegre, com 138 mil, é a cidade com maior número de unidades consumidoras desligadas, seguido de Canoas (66 mil), São Leopoldo (36 mil), Eldorado do Sul (13 mil), Guaíba (11 mil), Pelotas (8 mil) e Alvorada (6 mil).

Neste momento, 11 municípios do interior estão com 100% de desligamento: Bom Retiro do Sul, Boqueirão do Leão, Capitão, Colinas, Doutor Ricardo, General Câmara, Gramado Xavier, Imigrante, Muçum, Paverama e Relvado.

Mais de 4 mil trabalhadores estão empenhados em fazer as manutenções necessárias para a volta do suprimento energético. Além disso, após reunião com o ministro Alexandre Silveira, distribuidoras de energia de todo o País se comprometeram a enviar mais de 500 profissionais para ajudar a atender as ocorrências.

Análises do Serviço Geológico do Brasil (SGB), vinculado ao Ministério de Minas e Energia, indicam que o Rio Guaíba deve permanecer acima da cota de inundação, 3 metros, até a próxima semana.

Combustíveis

O fornecimento de gás de cozinha está sendo retomado de forma gradativa. Nesta terça-feira (08), mais 660 toneladas do produto deixaram a refinaria Alberto Pasqualini (Refap) para atender a demanda do estado, que foi interrompida em função das fortes chuvas.

Estão em andamento também soluções para auxiliar na reintegração do Rio Grande do Sul ao restante do Brasil pela via aérea. O abastecimento de querosene de aviação será priorizado nos terminais de Caxias do Sul, Santo Ângelo, Passo Fundo e Pelotas, no Rio Grande do Sul. Em Santa Catarina, será dada especial atenção a Chapecó, Florianópolis e Jaguaruna, em razão da proximidade com o estado vizinho.

As companhias aéreas que operam com aeronaves de grande porte farão a opção por pousar e decolar nessas localidades já abastecidas, deixando o combustível que chega a esses aeroportos para o abastecimento de aviões menores e helicópteros, sobretudo aqueles utilizados para operações de resgate.

 

Comente esta notícia

NOTÍCIAS DO BRASIL E DO MUNDO