Cuiabá, 18 de Julho de 2024
DÓLAR: R$ 5,54
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Geral Segunda-feira, 29 de Abril de 2024, 14:10 - A | A

29 de Abril de 2024, 14h:10 A- A+

Geral / PREJUÍZO

Grupo Casas Bahia pede recuperação extrajudicial por acúmulo de dívida bilionária

Pedido de recuperação de dívida foi enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na noite de domingo (28/4)

MADU TOLEDO
DO METRÓPOLIS

O Grupo Casas Bahia acumula uma dívida de R$ 4,1 bilhões e, na noite de domingo (28/4), fez um pedido de recuperação extrajudicial à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Como consequência do pedido, houve uma renegociação no prazo de pagamento de dívidas com os principais credores que, juntos, possuem 54,5% dos débitos da empresa. As informações são do portal Seu Dinheiro.

Em contrapartida, os principais bancos credores ganham o direito de converter 63% dos valores que lhe são devidos em ações da varejista.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL

O acordo prevê, ainda, uma carência de 24 meses para pagamentos de juros e 30 meses para pagamento do valor principal. Em outras palavras, a empresa teria que pagar R$ 4,8 bilhões até 2027. Porém, com a renegociação, ela terá de desembolsar apenas R$ 500 milhões no mesmo prazo.

O Grupo Casas Bahia acusou prejuízo líquido de R$1 bilhão no quarto trimestre de 2023, número quatro vezes pior que o acusado no mesmo período de 2022. O lucro da empresa antes da aplicação de juros, impostos, depreciação e amortização também foi negativo, já que houve uma piora de 74% no levantamento em relação a um ano antes.

empresa ainda teve uma baixa no número de lojas e fechou 17 delas no último trimestre de 2023. Ao todo, 55 espaços físicos da Casas Bahia já foram encerrados desde o início da reestruturação.

 

Comente esta notícia

Esse est et proident pariatur exercitation