Cuiabá, 21 de Junho de 2024
DÓLAR: R$ 5,45
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Geral Sexta-feira, 17 de Maio de 2024, 07:53 - A | A

17 de Maio de 2024, 07h:53 A- A+

Geral / APOIO AO RS

Equipes de MS seguem com buscas e resgates em cenário devastado por enchentes no Rio Grande do Sul

Nesta quinta-feira (16) retornou para Campo Grande (MS) a primeira equipe de bombeiros do MS enviada para ajudar no atendimento às vítimas da pior tragédia climática do RS

PAULA VALÉRIA
DA REDAÇÃO

Nesta quinta-feira (16) retornou para Campo Grande (MS) a primeira equipe de bombeiros de Mato Grosso do Sul enviada para ajudar no atendimento às vítimas da pior tragédia climática do Rio Grande do Sul. Desde a chegada à cidade de São Leopoldo, os militares fizeram 613 salvamentos e outras 512 ações humanitárias.

Outra equipe formada por policiais e bombeiros de MS permanecem no estado gaúcho junto com representantes de outros estados para dar apoio no atendimento que inclui buscas, resgates, distribuição de alimentos e remédios.

Em cidades como Rocas Sales, bombeiros sul-mato-grossenses procuram vítimas das enchentes com a ajuda de um drone e da cadela farejadora Laika, da raça pastor holandês. Entre os desaparecidos estão seis pessoas de uma mesma família.

Imagens feitas pela equipe mostram como o trabalho está sendo feito em um local devastado pelos alagamentos.

O grupo, que saiu de Campo Grande na última segunda-feira (12), conta com especialistas em salvamento terrestre, aquático e de altura.

Outras duas equipes dos bombeiros de MS permanecem no estado gaúcho, assim como um helicóptero da Sejusp (Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública) usado por policiais militares que já fizeram 114 resgates de pessoas e animais, além do transporte de marmitas (1.350), outros alimentos (1.750 kg), garrafas de água (2.050), cobertores e medicamentos.

Doações 

No início da semana 15 mil cobertores doados para o Estado gaúcho saíram de Campo Grande em voos comerciais. Todo o trabalho de transporte foi organizado pelo Corpo de Bombeiros e pela Defesa Civil Estadual.

A população também pode ajudar as vítimas com doações. Todas as escolas da Rede Estadual e unidades das forças de segurança de Mato Grosso do Sul, como Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar, os campi da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), o Centro de Convenções Albano Franco e o edifício da Fiems estão arrecadando alimentos não perecíveis, produtos de higiene e de limpeza, água mineral, roupas de cama e banho e roupas e calçados em bom estado.

Comente esta notícia

NOTÍCIAS DO BRASIL E DO MUNDO