Cuiabá, 21 de Julho de 2024
DÓLAR: R$ 5,60
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Geral Terça-feira, 30 de Janeiro de 2024, 11:29 - A | A

30 de Janeiro de 2024, 11h:29 A- A+

Geral / INVESTIMENTO DE R$ 3 BI

Empresa brasileira de defesa construirá fábrica de mísseis em São José dos Campos

A ampliação deverá ser concluída em 2026

PAULA VALÉRIA
DA REDAÇÃO

A empresa brasileira especialista no setor de defesa, o SIATT (Sistemas Integrados de alto Toer Tecnológico), anunciou, no dia 15 de janeiro deste ano, a ampla reestruturação e expansão de suas instalações, construindo uma nova fábrica de armamentos em São José dos Campos, no estado de São Paulo. Com cerca de sete mil metros quadrados, a empresa irá investir aproximadamente R$ 3 bilhões. Com a implantação da nova fábrica, o quadro de funcionários irá dobrar, gerando cerca de 200 empregos diretos e 600 indiretos. A ampliação deverá ser concluída em 2026.

A SIATT já opera uma unidade de mil metros quadrados, intalada no Parque de Inovação Tecnológica (PIT), em São José dos Campos, onde desenvolve prjetos de altas complexidades como o míssil naval MANSUP (Míssil Antinavio Nacional de Superfície) e o MSS 1.2 AC, um míssil superfície-superfície anticarro de médio alcance, desenvolvido segundo requisitos do Exército Brasileiro. O sistema é constituído pela Munição (míssil em seu container lançador) e pela Unidade de Tiro. Emprega guiamento do tipo “beam-rider”, no qual o operador é responsável por realizar o apontamento óptico em direção ao alvo. Durante o voo do míssil, a Unidade de Tiro emite um feixe laser invisível codificado, harmonizado com a mira óptica, que provê a referência de guiamento para o míssil.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL

Principais características do míssil MANSUP:

• Míssil superfície-superfície, antinavio, para lançamentos a partir de navios
• Alcance máximo: aprox. 70 km
• Velocidade transônica
• Guiagem: inercial e radar ativo na fase terminal
• Voo em altitude “sea skimming” (rente ao mar)
• Motor-foguete com propelente sólido
• Operação em quaisquer condições climáticas

Reprodução: SIATT

míssil naval MANSUP

Principal desempenho do MSS 1.2 AC:

• Guiagem a laser "beam rider"
• Comando por linha de visada
• Alcance operacional: 200 a 3.200 m

Reprodução: SIATT

829bb0_f40a0d5663b94cbdad5a0cb924023dac_mv2.png

A empresa, em parceria com a BEN, ganhou uma concorrência para fornecer tecnologia para o Sistema de Gerenciamento da Amazônia Azul (Sisgaaz).

Destinado para monitorar e proteger de maneira contínua e integrada a nossa imensa e rica “Amazônia Azul” (águas jurisdicionais do Brasil e áreas internacionais sob sua responsabilidade), o SisGAAz é um programa estratégico da Marinha do Brasil que viabilizará operações de socorro e salvamento e proteção de portos, embarcações, infraestruturas, recursos naturais em face de ameaças, emergências, desastres ambientais, hostilidades ou ilegalidades.

Com previsão de expansão para toda a costa brasileira, sua primeira Unidade de Vigilância Costeira será instalada nas proximidades do Farol de Castelhanos, na Ilha Grande, litoral do estado Rio de Janeiro. Ainda em análise pela Marinha do Brasil, há a possibilidade desta seleção viabilizar a instalação de uma segunda UV nas proximidades do Farol Novo de Cabo Frio, também no litoral fluminense.

Parceria com estatal

A ampliação dos negócios é resultado da parceria estratégica com o Grupo EDGE, um conglomerado estatal dos Emirados Árabes Unidos, que desde setembro integra o quadro acionário da SIATT.

Com a entrada do grupo, trouxe consigo a assinatura de uma Carta de Intenções (LOI) das Forças Armadas dos Estados Unidos, com objetivo de adquirir a versão de alcane estendido do MANSUP-ER, em um investimento estimado de US$ 300 milhões de dólares.

 

Comente esta notícia

Esse est et proident pariatur exercitation