Cuiabá, 24 de Julho de 2024
DÓLAR: R$ 5,66
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Geral Terça-feira, 27 de Fevereiro de 2024, 16:37 - A | A

27 de Fevereiro de 2024, 16h:37 A- A+

Geral / ENEM DOS CONCURSOS

51,8 mil pessoas estão com as inscrições confirmadas para o Concurso Público Nacional Unificado em Mato Grosso

Em todo o Brasil, 2,14 milhões de pessoas, de 5.555 municípios, farão o concurso no dia 5 de maio. No estado, a prova será aplicada em oito cidade

ELISA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

Das mais de 2,14 milhões de pessoas em todo o Brasil com inscrições confirmadas do Concurso Público Nacional Unificado (CPNU) após concluírem o pagamento da inscrição ou tiveram direito à isenção, 51.845 estão em Mato Grosso. Os dados fazem parte do balanço final das inscrições do CPNU, anunciado na sexta-feira, 23 de fevereiro, pelo Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI).

São Paulo, onde mais de 228 mil pessoas estão aptas para participar do processo seletivo, está no topo da lista dos estados com mais inscritos. Mato Grosso ocupa a 14ª posição nesta sequência. Quando a análise leva em conta a relação entre o número de pessoas com mais de 18 anos com inscrições confirmadas e a população total do estado, o estado salta para a 10º posição, com 1,95 % de inscritos.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL

A capital mato-grossense também aparece no 18º lugar entre os vinte municípios com mais inscritos confirmados. No total, 25.066 pessoas realizaram o pagamento ou tiveram direito à isenção da taxa em Cuiabá.

Em todo Brasil, os candidatos estão em 5.555 dos 5.570 municípios do país — ou 99,7% do total. Na divisão por sexo, as mulheres representam 56% do total (1,2 milhão), enquanto os homens somam 44% (938 mil).

As provas serão aplicadas em 220 cidades, nas 27 unidades da Federação, no dia 5 de maio. Em Mato Grosso, as provas do CPNU serão aplicadas nas cidades de Alta Floresta, Barra do Garças, Cáceres, Cuiabá, Rondonópolis, Sinop, Tangará da Serra e Várzea Grande.

COTAS – No caso das inscrições confirmadas de candidatos que solicitaram cota, a maior parte foi preenchida por pessoas negras (420.793). Na sequência aparecem as pessoas com deficiência (45.564) e indígenas (10.444). No caso das pessoas que solicitaram Atendimento Especial, como as lactantes, elas chegaram a 54.219.

“Lembrando que, no caso indígena, vale para os concursos da Funai (Fundação Nacional do Índio). Para os demais concursos, a gente tem cotas para pessoas negras e para pessoas com deficiência. Para a gente foi um grande sucesso”, avaliou a ministra da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck.

FAIXAS DE RENDA – O balanço mostra que do total de inscritos, 57,3% tem renda de até três salários mínimos e 6,3% já ganha mais do que dez salários mínimos (R$ 14.120) e espera melhorar ainda mais a renda com os cargos que pagam acima disso.

Do total de candidatos, 1,54 milhão realizaram o pagamento da Guia de Recolhimento da União e pouco mais de 600 mil ficaram isentos por pertencerem a quatro grupos: integrantes do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), bolsistas do programa Universidade para Todos, financiados pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e doadores de medula óssea.

ESTADOS – São Paulo é seguido pelo Rio de Janeiro (223.248 inscritos confirmados), Distrito Federal (220.442), Minas Gerais (172.835) e Bahia (162.701). Juntos, eles respondem por quase 50% dos candidatos. Na ponta oposta, entre os estados com menor número absoluto de inscritos, aparece o Acre (17.756), Roraima (17.882) e Tocantins (24.117).

Os estados do Norte, contudo, estão entre os primeiros quando a análise é feita levando-se em conta o percentual da população acima de 18 anos com inscrições confirmadas. Neste recorte, o Distrito Federal chega a 9,04% de todos os seus habitantes aptos para fazer as provas. Em seguida aparece o Amapá (4,06%), Roraima (3,76%) e o Acre (2,84%).

MUNICÍPIOS – Brasília lidera a lista dos 20 municípios com mais inscritos, com 220 mil. Rio de Janeiro (127.248), São Paulo (88.050), Salvador (68.005), Belo Horizonte (62.658), Belém (57.315) e Recife (53.169) completam a lista das cidades com mais de 50 mil candidatos confirmados. Santana do Araguaia, no Pará, foi a cidade com menor número de inscritos no país: 547.

PROCURA – O cargo com maior número de inscritos é o de Técnico em Indigenismo da Funai (de nível médio). São 323.250 candidatos. Na sequência, aparecem Técnico em Informações Geográficas e Estatísticas (Região Nordeste / IBGE), também de nível médio, com 316.543, e Auditor-fiscal do Trabalho (MTE / Auditoria e Fiscalização), com 315.899. O cargo com menos inscritos é o de Engenheiro (AGU / Engenharia Agrônoma), que pertence ao Bloco 1, com 834 candidatos confirmados.

A ministra Esther Dweck fez um alerta aos candidatos: “a partir de 25 de abril as pessoas têm que estar atentas para confirmarem dentro da sua página de inscrição o local de prova, para ter certeza de que recebeu o local e que está na cidade correta”, reforçou. “E não se esqueçam de levar a caneta preta, a carteira de identidade e chegarem uma hora antes do horário previsto para não ter nenhum tipo de problema. Estudem e estejam preparados. Estamos aguardando ansiosamente os novos funcionários públicos, porque todas as áreas estão querendo muito os reforços”, aconselhou a ministra.

ARRECADAÇÃO – O total arrecadado com as taxas de inscrição foi de pouco mais de R$ 126 milhões. Segundo o MGI, o valor é superior ao custo final do CPNU. Assim, a arrecadação é suficiente para garantir todos os investimentos com o concurso.

Fonte: MGI
Infográfico 1 - Relação entre número de vagas e pessoas inscritas no CPNU / Fonte: MGI

 

Comente esta notícia

Esse est et proident pariatur exercitation