Cuiabá, 18 de Junho de 2024
DÓLAR: R$ 5,43
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Cidades Terça-feira, 14 de Maio de 2024, 15:19 - A | A

14 de Maio de 2024, 15h:19 A- A+

Cidades /

Limpurb exonera servidor público após ser alvo de operação da Polícia Civil

O servidor é acusado de ser "laranja" Paulo Witer Faria Paelo, conhecido como W.T. e apontado como um dos principais líderes do Comando Vermelho no Estado

ELISA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

A Empresa Cuiabana de Zeladoria e Serviços Urbanos (LIMPURB) emitiu nota sobre a Operação Apito Final ocorrida nesta terça-feira (14).

A LIMPURB fará a exoneração imediata do colaborador em questão. O servidor foi aprovado em um processo seletivo e tomou posse do cargo há quatro anos.

Durante o processo de contratação, apresentou toda a documentação e certidões que comprovaram a ausência de registros criminais. Além disso, ao longo do período em que exerceu suas funções no cargo público, nunca apresentou condutas consideradas criminosas. O funcionário estava atualmente cedido para a Secretaria Municipal de Obras.

O servidor é acusado de ser "laranja" Paulo Witer Faria Paelo, conhecido como W.T. e apontado como um dos principais líderes do Comando Vermelho no Estado. Segundo as investigações, ele e uma mulher cederam seus nomes para a compra de um apartamento de alto padrão, onde W.T. morava desde que saiu da cadeia para o regime semiaberto.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL 

Além disso, o servidor é acusado de embaraçar as investigações. Quando o líder da facção foi preso em Maceió (AL), ele esteve no imóvel de luxo e saiu carregando uma sacola com vários objetos, entre eles a tornozeleira, desativada em seu apartamento, minutos após a prisão de Paulo Witer.

Por fim, ressaltamos a importância da transparência e do comprometimento em manter a integridade em todas as ações.

Comente esta notícia

NOTÍCIAS DO BRASIL E DO MUNDO