Cuiabá, 24 de Julho de 2024
DÓLAR: R$ 5,59
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Política e Eleições Segunda-feira, 01 de Abril de 2024, 08:36 - A | A

01 de Abril de 2024, 08h:36 A- A+

Política e Eleições / NA CHINA

Vice-governador e delegação mato-grossense buscam consolidar novas parcerias após a construção da ZPE

Neste ano, o Brasil e a China completam 50 anos de estabelecimento das relações diplomáticas.

ELISA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

O Governo de Mato Grosso reforçou durante o Fórum de Boao para a Ásia 2024, entre os dias 21 e 29 de março, o interesse de ampliar as relações comerciais com a China, que é o maior comprador da produção mato-grossense. 

Em entrevista ao Grupo de Mídia da China (CMG), o vice-governador do Estado, Otaviano Piveta, que representa a delegação mato-grossense, afirmou que aproveitou o momento para apresentar ao governo chinês o potencial de Mato Grosso e reforçar a cooperação com o país asiático.

"Viemos para entender como anda esse sistema, esse mercado comum, e apresentar Mato Grosso para as autoridades, empresas chinesas, as nossas potencialidades, a nossa disponibilidade e abrir mercado, melhorar as relações com o mercado chinês", declarou.

A delegação ainda participa do Fórum Global de Desenvolvimento Portuário de Livre Comércio.

"Mato Grosso é um estado muito jovem. Nós criamos lá a primeira Zona de Processamento de Exportação e já conseguimos legalizar", afirmou o vice-governador se referindo à autorização de funcionamento da ZPE, em Cáceres, construída pelo Governo do Estado e que irá atrair novas indústrias para Mato Grosso.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL

Neste ano, o Brasil e a China completam 50 anos de estabelecimento das relações diplomáticas.

"É um relacionamento muito seguro, muito sincero, com objetivos em comum e que tem condições de crescer cada vez mais. Tenho certeza que as relações comerciais de Mato Grosso com a China vão crescer a passos largos porque temos muitos pontos em comum", enfatizou o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), César Miranda.

A reportagem da empresa estatal de mídia chinesa ainda cita que "a cooperação econômica e comercial em todos os setores entre a China e o Brasil está progredindo de forma bastante florescente".

Atualmente, a maioria dos produtos de Mato Grosso comercializados para a China são grãos e carne e o objetivo agora é diversificar os mercados para além do que já é exportado e consolidar novas parcerias.

A delegação estadual é composta ainda pela consultora internacional do Estado para a China, Ariana Guedes e representantes da Fiemt, da Assembleia Legislativa, do Instituto Mato-grossense da Carne (Imac) e da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja).

Também participaram das reuniões o embaixador do Brasil em Pequim, Marcos Bezerra Abbott Galvão, e outros representantes da Embaixada Brasileira.

Acesse aqui a reportagem da mídia chinesa.

Comente esta notícia

Esse est et proident pariatur exercitation