Cuiabá, 22 de Junho de 2024
DÓLAR: R$ 5,43
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Política e Eleições Sexta-feira, 10 de Maio de 2024, 16:11 - A | A

10 de Maio de 2024, 16h:11 A- A+

Política e Eleições / RESGATE DA POPULAÇÃO RS

Governo Federal atua para fazer chegar ao RS toda ajuda necessária para as vítimas das enchentes

Doações arrecadadas chegam à Base Aérea de Canoas para serem distribuídas aos municípios gaúchos

ELISA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

O esforço do Governo Federal em salvar vidas e ajudar a população atingida pela situação de calamidade no Rio Grande do Sul se traduz em um mosaico de ações conectadas para atender todas as frentes de uma catástrofe climática que atinge 435 municípios do estado. Na face econômica, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva encaminhou ao Congresso Nacional nesta quinta-feira (09) 12 medidas de auxílio que totalizam R$ 50,9 bilhões.

Na lista, antecipação do abono salarial, do Bolsa Família e do Auxílio-Gás; prioridade na restituição do Imposto de Renda; duas parcelas adicionais do Seguro-Desemprego para quem já estava recebendo antes da decretação de calamidade e uma série de medidas para empresários e produtores rurais. Segundo o presidente, isso é apenas o começo.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL 

A ajuda perpassa os poderes da União e mobiliza 17 ministérios. O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, revelou que o total já assegurado ao estado por emendas parlamentares ultrapassa R$ 1,3 bilhão. Segundo ele, R$ 650 milhões já foram depositados na conta de diversos municípios gaúchos. Padilha adiantou que a expectativa é de que nesta sexta-feira (10) o valor dos depósitos se aproxime de R$ 800 milhões.

O auxílio passa por ações de saúde, reforçadas por equipes da Força Nacional do SUS, pelo envio de kits de medicamentos e insumos e pela facilitação de acesso ao Farmácia Popular, além da liberação de R$ 63 milhões para municípios gaúchos. Envolve a retomada de rodovias para garantir o acesso de donativos, veículos de resgate e ajuda humanitária. Pelo restabelecimento de energia e de telefonia.

O olhar passa ainda pelo acolhimento nos abrigos, tanto com condições de dignidade quanto com segurança alimentar e logística para organizar a solidariedade da população brasileira que vem de todas as regiões. Só os Correios já arrecadaram 1,2 mil toneladas de donativos e já garantiram a entrega de 800 toneladas. As doações são enviadas ao estado por meio de aviões da Força Aérea Brasileira e por caminhões. Toda a rede de agências nas regiões Nordeste, Sudeste e Sul - no Rio Grande do Sul, parte das cidades - está recebendo doações de água (prioritário), alimentos da cesta básica, material de higiene pessoal, material de limpeza seco, roupas de cama e de banho e ração para pet.

A solidariedade também supera as fronteiras. Nesta quinta, foi divulgada pelo jornal do Vaticano a informação de que o Papa Francisco destinou a soma de 100 mil euros (em torno de R$ 550 mil) para auxílio humanitário às vítimas das chuvas no Rio Grande do Sul. A ajuda foi confirmada pelo arcebispo de Porto Alegre e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, Dom Jaime Spengler. Da Argentina, vieram purificadores de água e 72 mil pastilhas potabilizadoras, prioritárias para o atendimento da demanda por água potável.

Balanço

Segundo atualização divulgada pela Defesa Civil do Rio Grande do Sul às 18h09 desta quinta-feira (09), o total de municípios impactados pelas chuvas no estado chegou a 435. São 69.610 pessoas em abrigos, 336.592 desalojados, 1,8 milhão de pessoas afetadas pelos efeitos das chuvas. O número de óbitos confirmados chegou a 113 e há 146 desaparecidos e 754 feridos. Até o momento, 59.955 pessoas foram salvas e 5.931 animais, resgatados.

Mantimentos e purificadores

Além de todo o apoio financeiro, o Governo Federal mantém diálogo com prefeituras gaúchas, se aproximando da população. Os ministros Paulo Pimenta (Secom) e Waldez Góes (Integração e Desenvolvimento Regional) se deslocaram nesta quinta-feira (09}), entre as cidades de Guaíba e São Leopoldo.

Em Guaíba, onde há 13 mil pessoas em abrigos, foram entregues mantimentos e purificadores de água arrecadados em campanha da sociedade civil, que resultou na aquisição de 220 equipamentos. Cada purificador tem a capacidade de purificar 5 mil litros de água por dia. As máquinas entregues vão auxiliar a garantir água potável nos mais de 70 abrigos para desalojados e desabrigados de Guaíba e Eldorado do Sul. Os ministros também entregaram purificadores e mantimentos em São Leopoldo.

Farmácia Popular

O Ministério da Saúde vai flexibilizar a retirada de medicamentos do programa Farmácia Popular para a população do Rio Grande do Sul. A Secretaria de Ciência e Tecnologia Inovação e Complexo da Saúde, responsável pelo programa, publicará uma portaria até esta sexta-feira (10).

Abono salarial

Antecipação do cronograma de pagamentos no Rio Grande do Sul. Benefício para 705 mil trabalhadores com carteira assinada e impacto de R$ 758 milhões.

Seguro-desemprego

Liberação de duas parcelas adicionais a desempregados que já estavam recebendo o benefício antes da decretação de calamidade. Medida vai beneficiar 140 mil desempregados de maio a outubro, com impacto de R$ 495 milhões.

Imposto de renda

Prioridade no pagamento da restituição para o estado até junho. O valor estimado é de R$ 1 bilhão e beneficia potencialmente 1,6 milhão de contribuintes.

Programas sociais

Pagamento unificado, no primeiro dia do cronograma, para todos os beneficiários do Bolsa Família e do Auxílio Gás. São 583 mil famílias contempladas e impacto potencial na economia de R$ 380 milhões.

Leite e derivados

Portaria do Ministério da Agricultura e Pecuária dispensa produtores de cadastro prévio para a coleta de leite em propriedades rurais de municípios afetados pela situação de calamidade e o empréstimo de embalagens entre os estabelecimentos sob algumas condições de controle sanitário e de rastreabilidade.

Hospital de campanha

Um voo do cargueiro KC-390 Millenium da Força Aérea Brasileira transportou até Canoas (RS) 15 toneladas de carga referentes a um Hospital de Campanha da FAB.

Voluntários

Os Correios estão selecionando voluntários para trabalhar na triagem de donativos que serão destinados às vítimas das chuvas no estado. O apoio será necessário nos municípios de Cajamar e Guarulhos, no estado de São Paulo; em Brasília (DF), no Setor de Oficinas Sul/SOF Sul; e em Curitiba, Cascavel e Londrina, no Paraná. As inscrições podem feitas pelos e-mails [email protected] (Brasília), [email protected] (São Paulo) e [email protected] (Paraná), e devem conter nome completo e telefone de contato.

Resgate

Localizada na quarta-feira (08) ilhada em cima de um telhado na cidade de Canoas, a égua originalmente batizada como Caramelo nas redes sociais foi resgatada nesta quinta-feira (9), por uma equipe de bombeiros, veterinários e Exército. A logística da ação contou com cinco embarcações. O animal foi sedado e acolhido em um dos botes. Passará por exames clínicos e médicos e será conduzido a um haras. Quase seis mil animais foram salvos desde o início da operação. FORÇAS ARMADAS - O efetivo mobilizado pelo Ministério da Defesa já chega a 17 mil militares, policiais e agentes envolvidos. A logística conta com 2.700 viaturas, 42 aeronaves, 80 equipamentos de engenharia, 270 embarcações e um navio multitarefa. A estimativa é de que os resgates já superam os 60 mil.

Lançamento de donativos

A Força Aérea Brasileira (FAB) vai realizar o lançamento de donativos e materiais essenciais por via aérea nos locais mais atingidos pelas enchentes no Rio Grande do Sul. As missões buscam trazer mais agilidade no atendimento à população isolada. Nesta quinta, foi realizado o primeiro lançamento a partir da aeronave C-105 Amazonas. Essa primeira foi lançada na região de São Jerônimo (RS), com 2,4 toneladas de fardos de água e cestas básicas.

Rodovias

O bloqueio total na BR-386, entre o km 249 (Soledade/RS) e o km 342 (Lajeado/RS), foi liberado. As interdições rodoviárias, em rodovias federais concedidas, relacionadas a esses eventos somam 51, das quais 19 são do tipo total e 32 parciais.

Ferrovias

A Rumo Malha Sul (RMS) possui 46 pontos de interdição; 12 interdições foram finalizadas desde o último relatório.

Energia

Equipes de manutenção conseguiram restabelecer o fornecimento a 32 mil unidades consumidoras nas últimas 24 horas, no Rio Grande do Sul. Desde o início da emergência, 232 mil clientes tiveram o serviço retomado. Cinco municípios que antes tinham 100% de desligamento receberam eletricidade. O Ministério de Minas e Energia também segue trabalhando pela normalização do fluxo de combustíveis no estado.

Defesa Civil

Permanece o alerta em relação à elevação de nível na Lagoa dos Patos, atingindo todas as regiões ribeirinhas e as demais zonas de influência direta, além de previsão de agravamento de situação para esta sexta-feira (10) com intensificação de chuvas na região do Vale do Rio Taquari.

Portos

Unidade de Porto Alegre continua sem operações. Em Pelotas, operações suspensas, porém praticável. Porto do Rio Grande continua operando, mas com restrições parciais. Há riscos para manobras no Porto do Rio Grande devido a vazante estar muito alta. Serviço de abastecimento de combustível das embarcações está suspenso.

Malha aérea

O Ministério de Portos e Aeroportos atuou para restabelecer a malha aérea emergencial para atendimento do Rio Grande do Sul. Enquanto o Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, segue sem operações em função dos alagamentos na capital gaúcha, haverá 53 voos semanais operando nos aeroportos de Caxias do Sul, Santo ngelo, Passo Fundo, Pelotas, Santa Maria e Uruguaiana. Além disso, em Santa Catarina, os aeroportos de Florianópolis, Chapecó e Jaguariúna farão parte do plano de apoio para a população.

Meteorologia

Segundo previsões do Inmet/Cenad/Cemaden, a partir desta sexta-feira (10) até segunda-feira (13) está prevista a passagem de uma nova frente fria mais intensa sobre a região Sul do Brasil, incluindo a possível formação de um ciclone extratropical nas proximidades da costa. Nos dias subsequentes, essa frente fria e o posterior ingresso de uma massa de ar frio e seco ocasionará uma queda acentuada das temperaturas e da possibilidade de chuva durante a próxima semana.

 

Comente esta notícia

NOTÍCIAS DO BRASIL E DO MUNDO