Cuiabá, 21 de Junho de 2024
DÓLAR: R$ 5,45
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Polícia Quinta-feira, 23 de Maio de 2024, 08:50 - A | A

23 de Maio de 2024, 08h:50 A- A+

Polícia / "MALHA FINA"

Naturatins realiza operação e recolhe cerca de 3 mil metros de redes de pesca

Segundo o gerente de fiscalização, Cândido José dos Santos Neto, os infratores foram multados e encaminhados ao Complexo de Delegacias da Polícia Civil de Paraíso do Tocantins para realização dos procedimentos legais cabíveis

ELISA RIBEIRO

O Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) realiza até o domingo (26), no Lago da UHE de Estreito e nos rios Tocantins e Araguaia, mais uma Operação Malha Fina para combater a pesca ilegal, conforme previsto na Portaria Conjunta nº 04/2023.

A primeira fase da ação resultou na apreensão de aproximadamente 200 kg de pescado, 2,9 mil metros de redes malhadeiras, dois espinheis, uma arma de fogo do tipo espingarda calibre 28 e na lavratura de um auto de infração no valor de R$ 2 mil. 

No Lago da UHE Estreito, a operação abrangeu os municípios de Barra do Ouro e Palmeiras do Tocantins. Nos rios Tocantins e Araguaia, na região do Bico do Papagaio, a ação ocorreu entre os municípios de Praia Norte e Esperantina.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL 

Devido a proximidade com as fronteiras dos estados do Tocantins, Maranhão e Pará, a equipe intensificou o trabalho de conscientização quanto à preservação do meio ambiente, com orientações aos ribeirinhos sobre os prejuízos causados pela pesca predatória, ressaltando a necessidade de serem seguidas as normas estabelecidas pela legislação ambiental vigente. 

O fiscal ambiental do Naturatins, Antoniel Gouveia, informou que todo o pescado foi doado ao Centro de Referência de Assistência Social de Araguatins.O gerente de fiscalização do Naturatins, Cândido José dos Santos Neto, explicou que devido ao grande fluxo de pescadores na região, as ações são fundamentais para proteger os recursos naturais do Tocantins e combater atividades que ameacem a biodiversidade e a sustentabilidade dos ecossistemas aquáticos.

APA Ilha do Bananal/Cantão

A equipe de fiscalização também atuou em outra frente de trabalho na Área de Proteção Ambiental (APA) Ilha do Bananal/Cantão. A operação, realizada entre os dias 14 e 20 de maio, nos rios Araguaia e seus afluentes, Piranhas, Caiapó e Bananal, resultou no recolhimento de duas armas de fogo calibre 28, com munição intacta, além de três armas brancas.

Segundo o gerente de fiscalização, Cândido José dos Santos Neto, os infratores foram multados e encaminhados ao Complexo de Delegacias da Polícia Civil de Paraíso do Tocantins para realização dos procedimentos legais cabíveis.

 

 

 

Comente esta notícia

NOTÍCIAS DO BRASIL E DO MUNDO