Cuiabá, 21 de Junho de 2024
DÓLAR: R$ 5,45
FTN Brasil | Jornal de Verdade

Polícia Sexta-feira, 24 de Maio de 2024, 11:00 - A | A

24 de Maio de 2024, 11h:00 A- A+

Polícia / “QUIMERA E ATALAIA”

Criminosos que praticaram roubo e amarraram vítimas são alvos de operação da Polícia Civil

Os roubos foram durante a madrugada, quando criminosos invadiram as residências e surpreenderam os moradores dormindo no município de Barra do Garças

ELISA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

Vinte e nove mandados judiciais contra suspeitos de praticarem roubo na região de Barra do Garças (509 km a leste de Cuiabá), foram cumpridos pela Polícia Civil, na Operação “Quimera e Atalaia”, deflagrada quinta-feira (23). 

O trabalho operacional coordenado pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Barra do Garças, contou a participação da Polícia Militar de Mato Grosso e Goiás.

As 29 ordens, entre prisões preventivas, internações provisórias de menores, buscas domiciliares e quebra de sigilo de dados, foram cumpridas nos municípios de Barra do Garças e Aragarças.

Acesse nosso canal de notícias no WhatsApp pelo link: FTN BRASIL 

Oito pessoas tiveram as prisões preventivas cumpridas, três menores apreendidos em cumprimento de mandado de busca e apreensão, efetuadas três prisões em flagrante por posse irregular de arma de fogo e tráfico de drogas, apreendidas uma arma de fogo e cerca de 4 quilos de drogas.

As investigações da Derf de Barra do Garças, iniciaram após os registros de dois crimes com violência e grave ameaça, ocorridos nos dias 09 e 17 de abril, e resultaram na identificação dos autores, inclusive menores de idade.

Os roubos foram durante a madrugada, quando criminosos invadiram as residências e surpreenderam os moradores dormindo. Com violência e grave ameaça mediante uso de armas de fogo, as vítimas foram amarradas, agredidas e mantidas com restrição de liberdade.

Conforme apurado pelos policiais civis, os envolvidos agiram associados para a execução do crime, pois enquanto alguns praticavam o roubo dentro das casas, outros monitoravam o local e auxiliaram na fuga.

O delegado da Derf de Barra do Garças, Joaquim Leitão Junior, explicou que os prejuízos causados para as vítimas somaram cerca de R$ 32 mil, subtraídos entre joias e transferências bancárias via PIX.

“Diante da identificação dos autores e objetivando a repressão penal, foi representado pelos 29 mandados judiciais deferidos pelo juízo da Comarca de Barra do Garças, que foram devidamente cumpridos”, destacou Joaquim Leitão.

Participaram da Operação “Quimera e Atalaia”, policiais civis da Delegacia Especializada do Adolescente, da 2ª Delegacia de Polícia, e militares do 5° Comando Regional e da GAP de GO.

Comente esta notícia

NOTÍCIAS DO BRASIL E DO MUNDO